síndrome da segunda-feira homem desmotivado

Síndrome da segunda-feira?
Cuidado, você pode estar sofrendo com algo muito sério!

Hoje vou falar sobre a síndrome da segunda-feira. Você já ouviu falar sobre essa síndrome?  Ela pode esconder algo muito sério!

 

 

síndrome da segunda-feira mulher desmotivada

 

Imagine-se na seguinte cena:

Termina a tarde de domingo. Você lembra que na manhã seguinte é segunda-feira e pensa que voltará ao trabalho e às rotinas da semana. Como você se sente?

 

  • Desmotivado com o trabalho?
  • Um pouco chateado porque o fim de semana acabou?
  • Depressivo?
  • Você considera a possibilidade de inventar uma desculpa para não ter de trabalhar?
  • Desiludido, por acreditar que, durante a semana, desperdiçará seu tempo em algo desnecessário?
  • Tenso, pois passará a semana com pessoas que não têm nada a ver com você?
  • Triste, porque, mesmo fora do trabalho, você se sente cansado e não consegue aproveitar o tempo livre?
  • Magoado consigo mesmo, pois você não enxerga nenhum sentido no que faz durante a semana, a não ser o salário?

 

Se você se identificou com a maioria dos tópicos acima, é provável que você esteja com algo que vem sendo chamado de síndrome da segunda-feira. Calma, não é uma doença, e sim uma classificação para um mal-estar que pode sinalizar que algo não vai bem na sua vida. Porém, com ajuda certa, isso pode ser reversível.

 

 

síndrome da segunda-feira

 

 

Síndrome da segunda-feira e a desilusão com o trabalho

Aparentemente tudo começa dessa forma e tudo parece não passar de uma brincadeira, assim,

(1) nem mesmo o domingo acaba e começam a surgir nas redes sociais postagens de pessimismo em relação à segunda-feira;

(2) mesmo em clima de brincadeira as pessoas colocam bebês rezando pra chegar logo sexta-feira; e

(3) postam mensagens ainda mais pessimistas com bebês aos prantos implorando para adiar o momento de retornar ao trabalho.

Se você conhece alguém assim, saiba que isso pode ser ainda mais grave que o simples fato de não gostar das segundas-feiras.

Por vezes, algumas pessoas, só em pensar na proximidade da segunda-feira, apresentam até alguns sintomas físicos: indigestão, insônia, dificuldade para acordar cedo, dores de cabeça, dores musculares etc. Em outras palavras, milhões de pessoas se torturam e sofrem pelo menos uma vez na semana ao se lembrarem de que, no dia seguinte, terão de ir aos seus trabalhos.

 

síndrome da segunda-feira psicólogo em salvador

 

 

Estressado com o trabalho

Por mais que alguns especialistas insistam em dizer que isso é um fator exclusivamente relacionado ao dia da semana, na minha opinião toda essa sintomatologia está relacionada com uma insatisfação muito mais profunda e é essa insatisfação quem dita o mal-estar sentido pelas pessoas, embora muitas insistam em associar o fato ao dia da semana.

Diariamente tenho recebido pessoas no meu consultório que apresentam tanto queixas de mal-estar relacionadas à segunda-feira, como uma tremenda euforia e expectativa com a chegada das sextas-feiras. Em muitos casos é possível identificar pessoas com grandes frustrações profissionais, insatisfeitas com suas remunerações, como exaustivas cargas de trabalho, ambientes de trabalhos inóspitos, baixa atividade de lazer, problemas interpessoais no trabalho, chefes chatos etc.

Algumas, inclusive, consideram estar na profissão errada ou arrependidas por escolhas profissionais feitas no passado. Por isso, ao considerarmos que o que essas mesmas pessoas fazem em seus finais de semana são coisas completamente antagônicas às rotinas da semana, isso pode nos levar ao entendimento da raiz de tantas queixas relacionadas às segundas-feiras e a euforia das sextas-feiras.

 

insonia- psicólogo em salvador elidio

 

Caso você esteja se sentindo assim, é importante avaliar as razões dessa insatisfação e verificar o que é possível fazer para reverter todo o mal-estar vivido em função da síndrome da segunda-feira. 

Em minha opinião, o mais significativo para combater esse mal é se conhecer melhor. O autoconhecimento traz benefícios extraordinários, pois nos permite entrar em contato com nossas qualidades, habilidades, pontos fortes e fracos, nossas paixões, nossos valores e o que amamos fazer, ou seja, você pode encontrar o equilíbrio adequado para sua vida.

Uma forma de adquirir mais autoconhecimento é através da terapia comportamental, pois eleva nossa consciência e nos permite fazer escolhas mais assertivas e, portanto, aumenta nossa autoestima, felicidade e bem-estar nos mais variados contextos, inclusive no pessoal e profissional. Pense nisso e invista em você!

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Post A Comment