Superar uma traição psicólogo em salvador

Você conhece as etapas para superar uma traição?

Superar uma traição – No post anterior, obre traição, falei sobre como é doloroso descobrir que seu companheiro ou companheira lhe traiu (veja). Naquele post também falei que escreveria algo falando sobre as etapas para superar uma traição; e hoje chegou a vez de falarmos sobre isso.

Você deve saber muito bem que ninguém nunca está preparado para encarar numa boa os fatos, quando descobre uma traição. Porém, é importante saber que se você tiver atitudes adequadas, certamente poderá superar esse trauma de modo a não sofrer demasiadamente. Desse modo conseguirá cicatrizar as sequelas emocionais provocadas pela traição sem maiores prejuízos. Isso inclusive pode fazer você extrair dessa experiência alguns aprendizados para a vida e para a relação. Isso mesmo, toda crise oferece a oportunidade de aprendermos algo e evoluirmos com ela.  E isso não é diferente nos casos de traição no relacionamento.

 

 

 

Superar uma traição psicólogo em salvador terapia

 

 

Descobri que fui traída. E agora?

 

Dia após dia em meu consultório tenho verificado que a primeira coisa que passa pela cabeça de uma pessoa que foi traída é a separação. Por isso, é sempre bom lembrar que separar sem compreender o caso ou deixar de passar pelas etapas que ajudam a superar uma traição pode não ser soluções corretas para os problemas vivenciados pelo casal. O importante é que, mesmo magoados, vocês consigam refletir sobre o histórico da relação, tudo que vocês viveram juntos, os eventuais motivos ou razões que tenham levado à traição. Isso é fundamental para rever as responsabilidades e compromissos de ambos neste momento tão delicado. E, o mais importante, vocês devem lembrar que qualquer casal pode – com orientação adequada e estratégias bem estruturadas e definidas – restaurar um casamento ou relacionamento que tenha sido desestabilizado por uma traição ou desconfiança no relacionamento.

 

Para atingir esse estágio, ambos precisam encarar a questão de frente (por mais doloroso que isso possa parecer). Isso deve acontecer com honestidade, sem chantagens emocionais, ameaças insanas, acusações indevidas, culpas e planos de vingança, como normalmente ocorre entre os casais em crise. Seguindo passos adequados, qualquer traição pode ser superada, muito embora isto não seja uma tarefa fácil, pois o casal precisa ter paciência e investir em estratégias eficazes para superar uma traição. 

 

Para superar uma traição, algumas etapas precisam – necessariamente – ser vividas. Cada uma dessas etapas possui seu tempo, por isso, preparei uma listinha com as seis etapas. Conhece-las pode te ajudar a superar uma traição.

Verifique se você já passou por todos elas e compreenda como lidar com cada momento e situação.

 

1. Surpresa

 

 

vício em celular psicólogo em salvador

 

No geral, as pessoas visualizam em seu companheiro ou companheira uma imagem de pessoa idealizada. Isto é, veem no outro uma pessoa perfeita, fiel, amorosa, exemplar e diferente de todas as demais. Todavia, com a descoberta de uma traição, há aquela surpresa extremamente dolorosa e surpreendente que, de um momento para o outro, faz aquela imagem de perfeição ser revista e modificada.

Ou seja, a revelação da traição é algo muito dolorido, já que desmorona toda a idealização do parceiro ou parceira. É nesse momento que as pessoas têm a impressão de que se relacionavam com alguém que no fundo não conheciam. Praticamente todo mundo que é traído vive essa fase. O momento da descoberta é muito difícil, porque paralisa feito um grande choque com uma alta descarga de energia emocional. A pessoa fica sem ação, e sofre demais por isso pensa que nunca vai superar uma traição.

 

 

2. Negação

 

 

Superar uma traição psicólogo em salvador ciúme doentio psicólogo em salvador

 

 

É muito comum que as pessoas quando descobrem ou tem fortes evidências que estão sendo traídas procurem negar o fato da traição. Como vimos no item acima “surpresa”, geralmente há uma idealização do parceiro ou parceira e qualquer coisas, inclusive os primeiros sinais de uma traição são prontamente negados.

Nessa etapa, muita gente se dispõe a “ver para crer” e finge não notar os indícios (às vezes, claríssimos) da traição, agindo como se o problema não existisse. Há pessoas que preferem não tomar conhecimento do que pode estar acontecendo e insistem em afirmar para si mesmas dizendo que “isso não é verdade” ou tentam esquecer/fugir do problema.

No consultório, percebo muitos casos em que, às vezes, os pacientes até deixam a psicoterapia quando percebem que há fortes indícios de traição na relação em que vivem. Obviamente que estas pessoas preferem negar os fatos e optam por viver na fantasia idealizada da perfeição. No entanto, nem todos passam muito tempo na fase da negação. Muitos, após a surpresa da descoberta, vão direto à próxima etapa: a raiva.

 

 

3. Raiva

 

 

medo do desconehcido medo-do-novo psicólogo em Salvador elidio

 

 

A raiva no contexto da traição funciona mais ou menos como um mecanismo de autodefesa. Através da raiva você tende a acreditar que odiando seu companheiro ou companheira seu sofrimento irá diminuir. É como se em seu pensamento fosse elaborado algo como: “é muito menos dolorido sentir raiva e jogar toda a culpa nele/nela do que parar para refletir e tentar compreender se havia algo de errado na relação”.

Há, ainda, nestes casos, um acesso de raiva aumentado, justamente por você se considerar responsável por tudo que está acontecendo. Juntamente com isso vem o desejo inconsciente de camuflar a própria culpa por ter “levado” o parceiro ou a parceira à traição.

Esses pensamentos vêm, pois você percebe que estava dando pouca atenção ao relacionamento, havia um desleixo físico, comunicação truncada etc. Nesse ponto você até fica confusa(o) entre a raiva que sente de si e a raiva de quem lhe traiu. Por esta razão que a etapa da raiva é produtiva, pois, ao contrário da surpresa, ela gera movimento, ação, questionamentos e reflexões sobre a relação.

 

 

 

4. Mágoa

 

Superar uma traição psicólogo em salvador ciúme doentio psicólogo em salvador

 

 

Depois de um tempo, é comum que a raiva passe ou, no mínimo, seja diminuída; mas aí vem outra etapa que faz você sofrer bastante: a mágoa. Sem esse sentimento no caminho, a pessoa traída não consegue pensar também naquilo que perdeu de positivo ou naquilo que realmente importava na relação. Ou seja, a mágoa faz você lembrar de tudo de bom que vocês viveram, de tudo que foi construído, mas que foi colocado em risco, muitas vezes, por uma aventura.

Por isso a mágoa faz com que – diferente das etapas anteriores – a relação possa a ser vista como um todo, com diversos bons momentos partilhados, e não somente como um episódio ruim.

Claro que dói muito passar por esta etapa, mas é uma fase importante de aprendizado: “Os prós e os contras são avaliados com maior critério” e a relação começa a entrar no eixo para tentar superar uma traição.

 

 

 

 

5. Perdão

 

 

Superar uma traição psicólogo em salvador terpia de casal

 

 

Até atingir essa etapa, muita dor costuma ser vivenciada por quem descobre que estava sendo traída(o). Entretanto, após ter passado pelas etapas anteriores, nesta fase as reflexões começam a acontecer de forma mais racional. Aqui  já é possível parar e compreender a traição de uma forma diferente. Entendendo suas razões e avaliando se tais motivos podem ou não continuar a interferindo na relação.

Neste momento você já consegue compreender de forma mais adequada tudo que aconteceu e, inclusive, consegue visualizar os aprendizados dessa experiência. Daí pode perdoar seu companheiro ou companheira, especialmente por ter segurança sobre a probabilidade da traição ocorrer novamente ou não. Assim, com exceção de situações escandalosas e/ou publicamente constrangedoras, a traição sexual não é o fator determinante para a ausência de perdão, mas, sim, a própria escala de valores de cada pessoa.

Em outras palavras, as razões pelas quais as pessoas têm dificuldades para perdoar nem sempre estão ligadas a exclusividade sexual, ao orgulhou a opinião dos outros. Em geral, os motivos são muito mais profundos, ligados à confiança, lealdade e a desconstrução de sonhos e expectativas.

Mas, se a escolha é perdoar, é preciso fazer isso de verdade, compreendendo e aceitando os fatos. Mas, como você bem sabe, não é tão simples perdoar. No geral temos grande dificuldade de nos colocarmos no lugar do outro para tentar compreender suas atitudes.

 

 

 

 

6. Superação

Superar uma traição psicólogo em salvador

 

 

Nesta etapa você já conseguirá enxergar a traição como uma ferida maior ao vínculo afetivo do casal. Isso quer dizer que conseguirá enxergar mais a própria ferida na questão sexual. Porém, muitos casais passam por situações de infidelidade e até conseguem perdoar em razão da parte boa que os une, mas têm – na mesma medida – dificuldade para avançar na questão da superação.

Muita gente até diz que superou uma traição, mas, na realidade, não superou o episódio e com isso ele se torna um fantasma na convivência do casal. Quando isso acontece o tema sempre encontra uma brecha nas conversas, desentendimentos, brigas ou desavenças do casal. Dessa forma, acaba configurando um abismo sem fim na relação.

Por outro lado, muitas pessoas acreditam que superar significa esquecer que a traição aconteceu na vida do casal. E isso é uma bobagem. É muito comum as pessoas chegarem ao meu consultório dizendo que querem esquecer que foram traídas.

O mais recomendado nesses casos é aprender a olhar os acontecimentos de forma mais adequada. Após passar pelas etapas de superação de uma traição, ter sempre a experiência na lembrança. Não com rancor e sim com o aprendizado, para que tudo que foi vivido sirva de referência para as atitudes que o casal precisa ter daquele momento em diante.

 

 

sofrimento terapia de casal psicólogo em salvador

 

 

Superar uma traição não é fácil.

 

Espero que esta lista sobre as etapas para superar uma traição tenha trazido algumas informações úteis para a sua vida. Talvez também seja útil para alguém que você conheça. Compartilhe nas suas redes.

Se você compreender a importância desse passo a passo terá a tranquilidade necessária para passar por cada uma dessas etapas. Isso já será uma evolução na crise do relacionamento. No entanto, se precisar de um auxílio mais específico voltado à sua necessidade, procure ajuda profissional especializada. Lembre-se que você seu relacionamento, mesmo diante de algo ruim como a traição, merece ser restaurado.

 

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Post A Comment