ambição psicólogo em salvador

Qual a diferença entre ambição e ganância?

O leitor Lucas França me escreveu solicitando um post sobre a diferença entre ambição e ganância. Achei a sugestão fantástica, especialmente por poder abordar aqui no blog dois comportamentos com os quais convivemos quase que diariamente em muitos contextos e ambientes do nosso dia a dia.

 

 

ambição psicólogo em salvador elidio

Qual a diferença entre ambição e ganância?

 

Antes de escrever o que penso sobre esses comportamentos, dei uma olhada em como eles são classificados em alguns dicionários da língua portuguesa. No geral, eles são descritos da seguinte forma:

 

Ambição:

 

1 Desejo de riquezas, de poder, de glória ou de honras.

2 Aspiração, desejo veemente, pretensão.

3 Cobiça.

 

Ganância:

 

1 Ação ou efeito de ganhar.

2 Ganho, lucro.

3 Juros pagos pelo mutuário.

4 Onzena, usura.

5 Ambição desmedida.

6 Ganho ilícito.

 

 

ambição psicólogo em salvador elidio almeida

 

 

E, assim, pude perceber que semanticamente que ambos os comportamentos possuem em comum a intenção de aquisição de algum bem ou ganho de algo. Porém – na ganância – parece haver um exagero nesta ação, que demonstra o interesse no ganho acima de qualquer fator, fazendo com que este comportamento seja um agravamento da ambição.

Seria algo como pensar em uma pessoa que deseja tornar-se um político e chegar à presidência do país (ambição). Mas – ao chegar na posição pretendida – faz qualquer tipo de acordo ou negociação para manter-se no poder (ganância).

 

Ambição x Ganância

 

Sabemos que – no cotidiano – muitas pessoas agem com ganância mesmo quando elas têm a intenção de serem apenas ambiciosas. Este fato demonstra que a função ou a forma como a ação é conduzida caracteriza o ato muito mais do que a semântica da palavra usada para descrever esta ação. Em outras palavras, é como se enxergássemos uma pessoa afirmando ser apenas ambiciosa, mas que suas ações demonstram muito mais o comportamento ganancioso.

Embora poucas pessoas percebam estas falhas (ou contradições) que comumente ocorrem nesse tipo de situação, elas são muito mais comuns do que imagina-se e estão presentes em vários contextos.

 

Para se ter ideia, ouço muito no consultório algumas pessoas com demandas do tipo: “odeio meu trabalho, estou há mais de 5 anos sendo perseguido pelo meu chefe. O ambiente de trabalho é horrível, ganho pouco, as pessoas são falsas, o trabalho me consome todas as energias… Não tenho tempo pra fazer nada para mim, chego em casa morto de cansado…”

Bem, se a gente se ater apenas ao discurso, à forma como a situação é caracterizada, entenderemos que uma pessoa com essa demanda teria o pior trabalho do mundo, não é verdade? Mas, se você se pergunta: Será que é tão ruim assim mesmo? Sendo assim tão “horrível” por que essa pessoa está passando por isso há pelo menos cinco anos? Qual seria a função dessa fala ou dessa caracterização do trabalho?

Dessa forma, tentando enxergar o lado “B” das coisas, aquele em que a compreensão da função da ação – muitas vezes implícita – fala mais do que a palavra em si, podemos compreender muito mais sobre os comportamentos e sobre as pessoas que se comportam naquele contexto. Por isso, meu caro Lucas, segue aqui duas dicas importantes:

 

fingir-orgasmo psicólogo em salvador

 

 

Ambição e ganância na expressão dos sentimentos 

 

É fundamental sabermos classificar o comportamento em A ou B, no nosso caso, se ambição ou ganância. Mais importante ainda é enxergar além da verbalização. Alguém pode até se autodenominar ambicioso, mas são suas ações que trarão o entendimento e a classificação adequada do comportamento. Por isso é importante saber expressar seus sentimentos e emoções  adequadamente.

Se você também tem uma dúvida, uma crítica ou sugestão, faça como o Lucas, escreva para mim.

 

 

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Post A Comment