doença-psicossomática-tratamento-psicólogo-em-salvador

Doença psicossomática: o que é isso?

Ultimamente a expressão doença psicossomática tem sido muito utilizada, principalmente por médicos e outros profissionais de saúde. Também ocorreu um crescimento do número de pessoas que buscam atendimento psicológico para tratar das dificuldades relacionadas as doenças psicossomáticas.

A doença psicossomática caracteriza-se por sintomas e manifestações corporais, cuja origem não consegue ser desvelada por exames médicos. Ou seja, não conseguem descobrir uma origem orgânica ou biológica para o sintoma ou a questão. Quando isso ocorre os médicos costumam dizer: “você não tem nada, isso é psicológico”, ou  “isso é coisa da sua cabeça”.  O que costuma deixar os pacientes confusos ou irritados.

doença psicossomática terapia de casal em salvador elidio almeida psicólogo

Mas como a Psicologia lida com a doença psicossomática?

Os estudos das doenças psicossomáticas evoluíram bastante no campo da Psicologia. As primeiras reflexões originaram-se das descobertas presentes nso estudos de Freud sobre a histeria. Freud entendia que a essência humana dividia-se em dois pólos: “corpo” e “mente”. Este estudioso buscava entender as relações entre estes pólos.

Hoje, sobretudo a partir dos estudos sobre stress feitos pela corrente behaviorista, a Análise do Comportamento não reconhece essa divisão, pois entende que os comportamentos e emoções são produtos do contexto no qual estamos inseridos. E é justamente esse contexto que vai nos mostrar o que originou e o que mantém a doença psicossomática.

doença psicossomática alopecia-areata-barba tratamento psicólogo em salvador

Para ficar mais claro, vamos imaginar o seguinte exemplo: Ricardo reparou que sua barba começou a cair em uma região do seu rosto. Preocupado, procurou um dermatologista e outros médicos para tentar resolver o problema. Tomou vários remédios, fez vários exames, mas o problema persistiu, até que um médico lhe disse que aquilo era uma doença psicossomática e que ele deveria procurar um psicólogo. Durante o tratamento psicoterápico, Ricardo conscientizou-se sobre alguns aspectos de sua vida: ele vive em um ambiente muito tenso e estressante e não possui um repertório comportamental que o auxilie a agir sobre o contexto para evitar essa situação. Viver neste ambiente faz com que sinta seu coração descompassado, uma diminuição da circulação sanguínea e, com o passar do tempo, surgem manchas vermelhas em algumas partes do seu corpo. Como a situação de  stress era constante as manchas sempre surgiam no mesmo lugar, fazendo com que os pêlos daquela região começassem a cair.

A redução parcial ou total de pêlos em uma determinada área de pele é  conhecido como Alopécia.

Ele descobriu que estava “somatizando” todo o stress que estava vivenciando. Somatizar é manifestar no corpo, na forma de uma doença ou um sintoma, algum conflito emocional. Por exemplo, como resultado da ansiedade, alguém pode sentir dores de cabeça ou de estômago.

doença psicossomática estresse-dor-no-corpo terapia de casal em salvador

No caso do personagem fictício Ricardo, o contexto em que vivia produzia alterações em seu sistema neurovegetativo. Alguns medicamentos que ele usou até podem ter proporcionado alguma melhora ou redução dos sinais e sintomas, mas não resolveriam o problema, pois o que causava e mantinha a queda ainda estava presente em seu dia a dia.

Outro elemento interessante que podemos retirar desse exemplo é a forma de tratamento e como enfrentá-lo.  Observe que, se uma pessoa vai ao médico e descobre que possui uma doença grave, o simples fato da descoberta da patologia não garante a sua cura. O mesmo ocorre com a doença psicossomática. Mesmo após descobrir o que tem causado e o que mantém a doença psicossomática, o processo terapêutico deve continuar para que possamos encontrar formas para mudar o contexto e tornar o tratamento mais eficiente.

doença psicossomática terapia de casal em salvador

A presença de uma doença psicossomática não significa que a dor e a enfermidade não existam. Pelo contrário, a pessoa realmente está em sofrimento, sente as dores, observa as feridas, as marcas, a queda do seu cabelo ou dos pêlos de seu corpo e, mesmo não tendo sido encontrada uma causa biológica ou orgânica, a pessoa sabe que há algo errado consigo e isso gera muito sofrimento. É como nos casos de gravidez psicológica. Quando acometida por este estado a mulher tem e passar por todas a alterações físicas de uma grávida, mesmo não esteja grávida. Até mesmo a barriga cresce!

Minha recomendação é sempre ficarmos atento aos ambientes que frequentamos, à maneira que nos comportamos em cada um deles, às dicas que esses ambientes nos fornecem sobre nossos comportamentos e quais são as consequências diretas e indiretas em nossa vida. Inicialmente isso parece não ser fácil, mas juntos poderemos compreender melhor essas situações. O mais importante é saber a raiz do problema e o que está acontecendo para adotarmos meios de corrigir adequadamente.

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments
  • CAMILA
    Posted at 12:58h, 12 janeiro Responder

    Gostaria muito de saber como mudar esse contexto. E cortar o mal pela raiz…

    • Elídio Almeida
      Posted at 16:20h, 12 janeiro Responder

      Olá Camila! Se estiver interessada, poderemos conversar mais sobre o tema.

  • CAMILA
    Posted at 12:58h, 12 janeiro Responder

    Gostaria muito de saber como mudar esse contexto. E cortar o mal pela raiz…

    • Elídio Almeida
      Posted at 16:20h, 12 janeiro Responder

      Olá Camila! Se estiver interessada, poderemos conversar mais sobre o tema.

  • CAMILA
    Posted at 12:58h, 12 janeiro Responder

    Gostaria muito de saber como mudar esse contexto. E cortar o mal pela raiz…

    • Elídio Almeida
      Posted at 16:20h, 12 janeiro Responder

      Olá Camila! Se estiver interessada, poderemos conversar mais sobre o tema.

  • FABIANA MOURA
    Posted at 12:49h, 21 janeiro Responder

    FIQUEI MUITO INTERESSADA POR ESSE ASSUNTO POIS SOFRO MUITO COM ISSO,VIVO FAZENDO EXAMES E NEM UM DELES DÁ NADA CLARO Q ISSO É BOM MAIS AS VEZES TENHO MEDO DE PIRAR ME AJUDE!!

  • FABIANA MOURA
    Posted at 12:49h, 21 janeiro Responder

    FIQUEI MUITO INTERESSADA POR ESSE ASSUNTO POIS SOFRO MUITO COM ISSO,VIVO FAZENDO EXAMES E NEM UM DELES DÁ NADA CLARO Q ISSO É BOM MAIS AS VEZES TENHO MEDO DE PIRAR ME AJUDE!!

  • FABIANA MOURA
    Posted at 12:49h, 21 janeiro Responder

    FIQUEI MUITO INTERESSADA POR ESSE ASSUNTO POIS SOFRO MUITO COM ISSO,VIVO FAZENDO EXAMES E NEM UM DELES DÁ NADA CLARO Q ISSO É BOM MAIS AS VEZES TENHO MEDO DE PIRAR ME AJUDE!!

  • Mariá Rodrigues
    Posted at 22:14h, 15 maio Responder

    Boa noite dr. Elídio Almeida
    Estou passando mais uma vez, por esse transtorno.
    Sei que a cura depende de uma mudança de comportamento de minha parta, mas não estou conseguindo sair vitoriosa.
    Obrigada pelo ótimo artigo.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:31h, 15 maio Responder

      Olá Mariá, eu quem agradeço! Você tem toda razão. Para obtermos resultados diferentes dos habituais temos que ter novos comportamentos.
      Sucesso.

  • Mariá Rodrigues
    Posted at 22:14h, 15 maio Responder

    Boa noite dr. Elídio Almeida
    Estou passando mais uma vez, por esse transtorno.
    Sei que a cura depende de uma mudança de comportamento de minha parta, mas não estou conseguindo sair vitoriosa.
    Obrigada pelo ótimo artigo.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:31h, 15 maio Responder

      Olá Mariá, eu quem agradeço! Você tem toda razão. Para obtermos resultados diferentes dos habituais temos que ter novos comportamentos.
      Sucesso.

  • Mariá Rodrigues
    Posted at 22:14h, 15 maio Responder

    Boa noite dr. Elídio Almeida
    Estou passando mais uma vez, por esse transtorno.
    Sei que a cura depende de uma mudança de comportamento de minha parta, mas não estou conseguindo sair vitoriosa.
    Obrigada pelo ótimo artigo.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:31h, 15 maio Responder

      Olá Mariá, eu quem agradeço! Você tem toda razão. Para obtermos resultados diferentes dos habituais temos que ter novos comportamentos.
      Sucesso.

  • vinicius
    Posted at 08:15h, 23 dezembro Responder

    tenho manchas vermelhas pelo corpo, fui no psiquiatra ele disse ”vc n tem nada” ele receitou Zargus e Tolrest isso ira ajudar ? :/

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:10h, 26 dezembro Responder

      Olá Vinícius!

      Na psicologia não trabalhamos com prescrição medicamentosa, mas acho curioso ele informar que não há nada e receitar os medicamentos: Para que mesmo? A qualquer sorte recomendo que procure saber mais sobre a origem dessas manchas, afinal elas se inscrevem em seu corpo e certamente há uma explicação pra tais.

  • vinicius
    Posted at 08:15h, 23 dezembro Responder

    tenho manchas vermelhas pelo corpo, fui no psiquiatra ele disse ”vc n tem nada” ele receitou Zargus e Tolrest isso ira ajudar ? :/

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:10h, 26 dezembro Responder

      Olá Vinícius!

      Na psicologia não trabalhamos com prescrição medicamentosa, mas acho curioso ele informar que não há nada e receitar os medicamentos: Para que mesmo? A qualquer sorte recomendo que procure saber mais sobre a origem dessas manchas, afinal elas se inscrevem em seu corpo e certamente há uma explicação pra tais.

  • vinicius
    Posted at 08:15h, 23 dezembro Responder

    tenho manchas vermelhas pelo corpo, fui no psiquiatra ele disse ”vc n tem nada” ele receitou Zargus e Tolrest isso ira ajudar ? :/

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:10h, 26 dezembro Responder

      Olá Vinícius!

      Na psicologia não trabalhamos com prescrição medicamentosa, mas acho curioso ele informar que não há nada e receitar os medicamentos: Para que mesmo? A qualquer sorte recomendo que procure saber mais sobre a origem dessas manchas, afinal elas se inscrevem em seu corpo e certamente há uma explicação pra tais.

  • Manuel Martins
    Posted at 17:38h, 16 maio Responder

    A minha psicóloga diz que eu tenho uma doença psicossomática e a minha psiquiatria diz que eu sofro de uma depressão “agitada”, isso pode ser a razão de ser de eu estar com dormências nas mãos e nos pés?? Visto que já fiz muitos exames que não concluem que seja de origem física. Também com frequência me arrefecem os pés e as mãos? Recentemente fiz uma artroplastia completa da anca esquerda e fui operado a um tumor maligno ao lado do rim esquerdo, que não revelou necessidade de tratamentos complementares e o urulogista diz que as dormèncias dos pés e das mãos não tem nada a ver com a operação. Começei agora um tratamento para a depressão por conselho da psiquiatra. Se não conseguir melhorar por esta via o que devo fazer?

    • Elídio Almeida
      Posted at 23:54h, 16 maio Responder

      Olá Manuel, obrigado pelo contato!

      Embora seus exames clínicos não tenham apontado a origem das dormências, é fato que você as sentem e que certamente elas devem ter ponto de origem e estão sendo frequentes por alguma razão, quem sabe sinalizar algo que não esteja sendo capturado pelos exames clínicos tradicionais. Além do mais você tem a opinião sua psicóloga e da sua psiquiatra, por que elas dão essa informação? Não seria interessante você saber delas o por que de tais opiniões? A qualquer sorte, penso que o que sente neste momento pode está querendo sinalizar algo que pode não está sendo contemplado nas investidas que tem feito, de repente valha a pena tentar outras possibilidades para que o mal estar seja atacado em sua raiz.

  • Manuel Martins
    Posted at 17:38h, 16 maio Responder

    A minha psicóloga diz que eu tenho uma doença psicossomática e a minha psiquiatria diz que eu sofro de uma depressão “agitada”, isso pode ser a razão de ser de eu estar com dormências nas mãos e nos pés?? Visto que já fiz muitos exames que não concluem que seja de origem física. Também com frequência me arrefecem os pés e as mãos? Recentemente fiz uma artroplastia completa da anca esquerda e fui operado a um tumor maligno ao lado do rim esquerdo, que não revelou necessidade de tratamentos complementares e o urulogista diz que as dormèncias dos pés e das mãos não tem nada a ver com a operação. Começei agora um tratamento para a depressão por conselho da psiquiatra. Se não conseguir melhorar por esta via o que devo fazer?

    • Elídio Almeida
      Posted at 23:54h, 16 maio Responder

      Olá Manuel, obrigado pelo contato!

      Embora seus exames clínicos não tenham apontado a origem das dormências, é fato que você as sentem e que certamente elas devem ter ponto de origem e estão sendo frequentes por alguma razão, quem sabe sinalizar algo que não esteja sendo capturado pelos exames clínicos tradicionais. Além do mais você tem a opinião sua psicóloga e da sua psiquiatra, por que elas dão essa informação? Não seria interessante você saber delas o por que de tais opiniões? A qualquer sorte, penso que o que sente neste momento pode está querendo sinalizar algo que pode não está sendo contemplado nas investidas que tem feito, de repente valha a pena tentar outras possibilidades para que o mal estar seja atacado em sua raiz.

  • Manuel Martins
    Posted at 17:38h, 16 maio Responder

    A minha psicóloga diz que eu tenho uma doença psicossomática e a minha psiquiatria diz que eu sofro de uma depressão “agitada”, isso pode ser a razão de ser de eu estar com dormências nas mãos e nos pés?? Visto que já fiz muitos exames que não concluem que seja de origem física. Também com frequência me arrefecem os pés e as mãos? Recentemente fiz uma artroplastia completa da anca esquerda e fui operado a um tumor maligno ao lado do rim esquerdo, que não revelou necessidade de tratamentos complementares e o urulogista diz que as dormèncias dos pés e das mãos não tem nada a ver com a operação. Começei agora um tratamento para a depressão por conselho da psiquiatra. Se não conseguir melhorar por esta via o que devo fazer?

    • Elídio Almeida
      Posted at 23:54h, 16 maio Responder

      Olá Manuel, obrigado pelo contato!

      Embora seus exames clínicos não tenham apontado a origem das dormências, é fato que você as sentem e que certamente elas devem ter ponto de origem e estão sendo frequentes por alguma razão, quem sabe sinalizar algo que não esteja sendo capturado pelos exames clínicos tradicionais. Além do mais você tem a opinião sua psicóloga e da sua psiquiatra, por que elas dão essa informação? Não seria interessante você saber delas o por que de tais opiniões? A qualquer sorte, penso que o que sente neste momento pode está querendo sinalizar algo que pode não está sendo contemplado nas investidas que tem feito, de repente valha a pena tentar outras possibilidades para que o mal estar seja atacado em sua raiz.

  • Tatiana
    Posted at 16:08h, 24 maio Responder

    Olá Elídio, faço psicologia na Unesp de Assis SP, e estou fazendo uma pesquisa de iniciação científica nessa área, porém estou com problema para encontrar referências que conceituem o termo psicossomática. Você tem alguma leitura mais conceitual para recomendar ? Obrigada !

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:05h, 24 maio Responder

      Olá Tatiana!

      Obrigado pelo contato e parabéns pela iniciativa da pesquisa.
      Sugiro que você dê uma olhada nesse artigo: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v34n6/v34n6a04.pdf talvez ele ajude a compreender melhor o termo e a dificuldade em caracterizá-lo. Quem sabe o que pode a ajudá-la mesmo seja as referências do próprio artigo, pois cita vários estudo acerca do tema. Sucesso e estarei a disposição se puder ajudar em algo mais.

  • Tatiana
    Posted at 16:08h, 24 maio Responder

    Olá Elídio, faço psicologia na Unesp de Assis SP, e estou fazendo uma pesquisa de iniciação científica nessa área, porém estou com problema para encontrar referências que conceituem o termo psicossomática. Você tem alguma leitura mais conceitual para recomendar ? Obrigada !

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:05h, 24 maio Responder

      Olá Tatiana!

      Obrigado pelo contato e parabéns pela iniciativa da pesquisa.
      Sugiro que você dê uma olhada nesse artigo: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v34n6/v34n6a04.pdf talvez ele ajude a compreender melhor o termo e a dificuldade em caracterizá-lo. Quem sabe o que pode a ajudá-la mesmo seja as referências do próprio artigo, pois cita vários estudo acerca do tema. Sucesso e estarei a disposição se puder ajudar em algo mais.

  • Tatiana
    Posted at 16:08h, 24 maio Responder

    Olá Elídio, faço psicologia na Unesp de Assis SP, e estou fazendo uma pesquisa de iniciação científica nessa área, porém estou com problema para encontrar referências que conceituem o termo psicossomática. Você tem alguma leitura mais conceitual para recomendar ? Obrigada !

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:05h, 24 maio Responder

      Olá Tatiana!

      Obrigado pelo contato e parabéns pela iniciativa da pesquisa.
      Sugiro que você dê uma olhada nesse artigo: http://www.scielo.br/pdf/rpc/v34n6/v34n6a04.pdf talvez ele ajude a compreender melhor o termo e a dificuldade em caracterizá-lo. Quem sabe o que pode a ajudá-la mesmo seja as referências do próprio artigo, pois cita vários estudo acerca do tema. Sucesso e estarei a disposição se puder ajudar em algo mais.

  • Kelly Araújo
    Posted at 22:04h, 08 junho Responder

    Parebêns! Dr. Elídio Almeida pelo artigo, ele é bastante esclarecedor.

  • Kelly Araújo
    Posted at 22:04h, 08 junho Responder

    Parebêns! Dr. Elídio Almeida pelo artigo, ele é bastante esclarecedor.

  • Kelly Araújo
    Posted at 22:04h, 08 junho Responder

    Parebêns! Dr. Elídio Almeida pelo artigo, ele é bastante esclarecedor.

  • Nathan
    Posted at 15:59h, 13 julho Responder

    Quais são essas doenças ?

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:43h, 13 julho Responder

      Olá Natan!

      Então, elas podem surgir de várias maneiras mas o que melhor define estas doenças são suas funções e pelo fato de nao ter uma causa orgânica, mesmo que seus sintomas sejam visíveis e sentidos no corpo, como dores de cabeça, tremedeiras, desmaios, febres, queda de cabelo…

  • Nathan
    Posted at 15:59h, 13 julho Responder

    Quais são essas doenças ?

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:43h, 13 julho Responder

      Olá Natan!

      Então, elas podem surgir de várias maneiras mas o que melhor define estas doenças são suas funções e pelo fato de nao ter uma causa orgânica, mesmo que seus sintomas sejam visíveis e sentidos no corpo, como dores de cabeça, tremedeiras, desmaios, febres, queda de cabelo…

  • Nathan
    Posted at 15:59h, 13 julho Responder

    Quais são essas doenças ?

    • Elídio Almeida
      Posted at 20:43h, 13 julho Responder

      Olá Natan!

      Então, elas podem surgir de várias maneiras mas o que melhor define estas doenças são suas funções e pelo fato de nao ter uma causa orgânica, mesmo que seus sintomas sejam visíveis e sentidos no corpo, como dores de cabeça, tremedeiras, desmaios, febres, queda de cabelo…

  • Giselle schossler
    Posted at 21:42h, 05 agosto Responder

    Ola doutor! des dos meus 19 anos fui diagnosticada com depressão, hoje tenho 27 e ao longo destes anos fui varias vezes ao médico com muitos sintomas e poucas as vezes achado o problema, passei por varios psiquiatras e um disse que tenho depressão, outro que tenho sindrome do pânico, outro de é transtorno de ansiedade, e agora por ultimo a minha psiquiatra atual diz que é disturbio bipolar, já tomei varias medicações mais tudo me faz mal, sera que meu mal é psicossomatica??

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:26h, 09 agosto Responder

      Olá Giselle!

      Então, isso dependeria de uma investigação mais elaborada, mas o principal seria você saber o que têm causado todo esses sintomas que vem favorecendo tais diagnósticos.

  • Giselle schossler
    Posted at 21:42h, 05 agosto Responder

    Ola doutor! des dos meus 19 anos fui diagnosticada com depressão, hoje tenho 27 e ao longo destes anos fui varias vezes ao médico com muitos sintomas e poucas as vezes achado o problema, passei por varios psiquiatras e um disse que tenho depressão, outro que tenho sindrome do pânico, outro de é transtorno de ansiedade, e agora por ultimo a minha psiquiatra atual diz que é disturbio bipolar, já tomei varias medicações mais tudo me faz mal, sera que meu mal é psicossomatica??

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:26h, 09 agosto Responder

      Olá Giselle!

      Então, isso dependeria de uma investigação mais elaborada, mas o principal seria você saber o que têm causado todo esses sintomas que vem favorecendo tais diagnósticos.

  • Giselle schossler
    Posted at 21:42h, 05 agosto Responder

    Ola doutor! des dos meus 19 anos fui diagnosticada com depressão, hoje tenho 27 e ao longo destes anos fui varias vezes ao médico com muitos sintomas e poucas as vezes achado o problema, passei por varios psiquiatras e um disse que tenho depressão, outro que tenho sindrome do pânico, outro de é transtorno de ansiedade, e agora por ultimo a minha psiquiatra atual diz que é disturbio bipolar, já tomei varias medicações mais tudo me faz mal, sera que meu mal é psicossomatica??

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:26h, 09 agosto Responder

      Olá Giselle!

      Então, isso dependeria de uma investigação mais elaborada, mas o principal seria você saber o que têm causado todo esses sintomas que vem favorecendo tais diagnósticos.

  • Mara
    Posted at 20:55h, 27 setembro Responder

    Olá Dr. Elídio. Sou professora de escola pública. Ultimamente não estou me sentindo bem. Quero dizer, na verdade, as coisas pioraram. Já fiz vários exames e nada acusa. Eu sinto um tipo de nó ou aperto na garganta, sinto flexadas e meu coração dispara só de pensar em ter de sair de casa para ir pra escola, dor na mandíbula por deixa-la tensa, quando percebo estou com a boca fechada e apertando os dentes, dor nos ombros e costas, fisgadas na bexiga, descamação no rosto e pés, uma ansiedade que me desespero com 3 dias de antecedencia, tremedeira quando o coração dispara. Enfim, um monte de coisas que já fiz raio X, ultrassom e outros exames e nada encontro. Surto com facilidade da escola. Estou com medo. Leciono há 12 anos. Será que é psicossomático tudo isso que sinto? Obrigada pela atenção.

    • Elídio Almeida
      Posted at 12:20h, 28 setembro Responder

      Olá Mara!

      Compreendo sua situação. Possivelmente todos esses sintomas que sente são reflexos das dificuldades que deve enfrentar em alguns contextos e por isso você deve voltar sua atenção e esforços para a raiz destes problemas. Se puder ajudar em algo pode me contactar.

  • Mara
    Posted at 20:55h, 27 setembro Responder

    Olá Dr. Elídio. Sou professora de escola pública. Ultimamente não estou me sentindo bem. Quero dizer, na verdade, as coisas pioraram. Já fiz vários exames e nada acusa. Eu sinto um tipo de nó ou aperto na garganta, sinto flexadas e meu coração dispara só de pensar em ter de sair de casa para ir pra escola, dor na mandíbula por deixa-la tensa, quando percebo estou com a boca fechada e apertando os dentes, dor nos ombros e costas, fisgadas na bexiga, descamação no rosto e pés, uma ansiedade que me desespero com 3 dias de antecedencia, tremedeira quando o coração dispara. Enfim, um monte de coisas que já fiz raio X, ultrassom e outros exames e nada encontro. Surto com facilidade da escola. Estou com medo. Leciono há 12 anos. Será que é psicossomático tudo isso que sinto? Obrigada pela atenção.

    • Elídio Almeida
      Posted at 12:20h, 28 setembro Responder

      Olá Mara!

      Compreendo sua situação. Possivelmente todos esses sintomas que sente são reflexos das dificuldades que deve enfrentar em alguns contextos e por isso você deve voltar sua atenção e esforços para a raiz destes problemas. Se puder ajudar em algo pode me contactar.

  • Mara
    Posted at 20:55h, 27 setembro Responder

    Olá Dr. Elídio. Sou professora de escola pública. Ultimamente não estou me sentindo bem. Quero dizer, na verdade, as coisas pioraram. Já fiz vários exames e nada acusa. Eu sinto um tipo de nó ou aperto na garganta, sinto flexadas e meu coração dispara só de pensar em ter de sair de casa para ir pra escola, dor na mandíbula por deixa-la tensa, quando percebo estou com a boca fechada e apertando os dentes, dor nos ombros e costas, fisgadas na bexiga, descamação no rosto e pés, uma ansiedade que me desespero com 3 dias de antecedencia, tremedeira quando o coração dispara. Enfim, um monte de coisas que já fiz raio X, ultrassom e outros exames e nada encontro. Surto com facilidade da escola. Estou com medo. Leciono há 12 anos. Será que é psicossomático tudo isso que sinto? Obrigada pela atenção.

    • Elídio Almeida
      Posted at 12:20h, 28 setembro Responder

      Olá Mara!

      Compreendo sua situação. Possivelmente todos esses sintomas que sente são reflexos das dificuldades que deve enfrentar em alguns contextos e por isso você deve voltar sua atenção e esforços para a raiz destes problemas. Se puder ajudar em algo pode me contactar.

  • Ana Beatriz
    Posted at 10:29h, 09 novembro Responder

    Obg !! Me Ajudaram Muitoooo !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Ana Beatriz
    Posted at 10:29h, 09 novembro Responder

    Obg !! Me Ajudaram Muitoooo !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • Ana Beatriz
    Posted at 10:29h, 09 novembro Responder

    Obg !! Me Ajudaram Muitoooo !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • moises santos silva
    Posted at 11:02h, 01 dezembro Responder

    bom dia doutor! durante um ano senti formigamento debaixo dos pés.passei por vários médicos e não achavam nada até que fui num clininico aqui e ele descobriu que era uma doença psicossomática.preciso da sua ajuda desde já te agradeço.

    • Elídio Almeida
      Posted at 11:15h, 01 dezembro Responder

      Olá Moisés!
      Estarei à disposição para ajuda-lo. Fique a vontade para fazer contato.
      Obrigado!

  • moises santos silva
    Posted at 11:02h, 01 dezembro Responder

    bom dia doutor! durante um ano senti formigamento debaixo dos pés.passei por vários médicos e não achavam nada até que fui num clininico aqui e ele descobriu que era uma doença psicossomática.preciso da sua ajuda desde já te agradeço.

    • Elídio Almeida
      Posted at 11:15h, 01 dezembro Responder

      Olá Moisés!
      Estarei à disposição para ajuda-lo. Fique a vontade para fazer contato.
      Obrigado!

  • moises santos silva
    Posted at 11:02h, 01 dezembro Responder

    bom dia doutor! durante um ano senti formigamento debaixo dos pés.passei por vários médicos e não achavam nada até que fui num clininico aqui e ele descobriu que era uma doença psicossomática.preciso da sua ajuda desde já te agradeço.

    • Elídio Almeida
      Posted at 11:15h, 01 dezembro Responder

      Olá Moisés!
      Estarei à disposição para ajuda-lo. Fique a vontade para fazer contato.
      Obrigado!

  • Cleusa Silvia DE Oliveira
    Posted at 22:05h, 20 setembro Responder

    Tenho muitas dores pelo corpo ,braços dores de cabeça quase todos os dias sofro mto com isso pois meus filhos dizem que é psicossomático e que eu não tenho nada acabo ficando triste e parece que sinto mais dor ainda não sei o que fazer!

  • Cleusa Silvia DE Oliveira
    Posted at 22:05h, 20 setembro Responder

    Tenho muitas dores pelo corpo ,braços dores de cabeça quase todos os dias sofro mto com isso pois meus filhos dizem que é psicossomático e que eu não tenho nada acabo ficando triste e parece que sinto mais dor ainda não sei o que fazer!

  • Cleusa Silvia DE Oliveira
    Posted at 22:05h, 20 setembro Responder

    Tenho muitas dores pelo corpo ,braços dores de cabeça quase todos os dias sofro mto com isso pois meus filhos dizem que é psicossomático e que eu não tenho nada acabo ficando triste e parece que sinto mais dor ainda não sei o que fazer!

  • Jay Silva
    Posted at 20:09h, 23 outubro Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jay Silva
    Posted at 20:09h, 23 outubro Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jay Silva
    Posted at 20:09h, 23 outubro Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Juscilene Silva
    Posted at 22:59h, 23 outubro Responder

    olha aí Jailma Jesus Silva,ta vendo minhã irmã…

  • Juscilene Silva
    Posted at 22:59h, 23 outubro Responder

    olha aí Jailma Jesus Silva,ta vendo minhã irmã…

  • Juscilene Silva
    Posted at 22:59h, 23 outubro Responder

    olha aí Jailma Jesus Silva,ta vendo minhã irmã…

  • Eba Barbosa de Andrade
    Posted at 20:35h, 15 novembro Responder

    gostaria de saber se a urticária crônica está ligada a doenças psicossómatica .

  • Eba Barbosa de Andrade
    Posted at 20:35h, 15 novembro Responder

    gostaria de saber se a urticária crônica está ligada a doenças psicossómatica .

  • Eba Barbosa de Andrade
    Posted at 20:35h, 15 novembro Responder

    gostaria de saber se a urticária crônica está ligada a doenças psicossómatica .

  • Gilson Mendes
    Posted at 19:29h, 24 novembro Responder

    Muito bom pelo artigo……

  • Gilson Mendes
    Posted at 19:29h, 24 novembro Responder

    Muito bom pelo artigo……

  • Gilson Mendes
    Posted at 19:29h, 24 novembro Responder

    Muito bom pelo artigo……

  • Silvaneide Barbosa
    Posted at 21:25h, 06 dezembro Responder

    BT DOUTOR POR FAVOR GOSTARIA DE SABER SE O QUE SINTO É PSICOLOGICO UM BOLO NA GARGANTA FAZ TEMPO JA FIZ TODO TIPO DE EMXAMES TUDO NORMAL
    POR FAVOR MEU IMAIL É SILVANEIDE_CRUZ1@OUTLOOK.COM

  • Silvaneide Barbosa
    Posted at 21:25h, 06 dezembro Responder

    BT DOUTOR POR FAVOR GOSTARIA DE SABER SE O QUE SINTO É PSICOLOGICO UM BOLO NA GARGANTA FAZ TEMPO JA FIZ TODO TIPO DE EMXAMES TUDO NORMAL
    POR FAVOR MEU IMAIL É SILVANEIDE_CRUZ1@OUTLOOK.COM

  • Silvaneide Barbosa
    Posted at 21:25h, 06 dezembro Responder

    BT DOUTOR POR FAVOR GOSTARIA DE SABER SE O QUE SINTO É PSICOLOGICO UM BOLO NA GARGANTA FAZ TEMPO JA FIZ TODO TIPO DE EMXAMES TUDO NORMAL
    POR FAVOR MEU IMAIL É SILVANEIDE_CRUZ1@OUTLOOK.COM

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:06h, 28 janeiro Responder

    Pode ser, mas o ideal é fazer uma bateria de exames, para verificar as questões orgânicas e biológicas antes. Já procurou um dermatologista ou fez todos os exames de sangue? Forte abraço.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:06h, 28 janeiro Responder

    Pode ser, mas o ideal é fazer uma bateria de exames, para verificar as questões orgânicas e biológicas antes. Já procurou um dermatologista ou fez todos os exames de sangue? Forte abraço.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:06h, 28 janeiro Responder

    Pode ser, mas o ideal é fazer uma bateria de exames, para verificar as questões orgânicas e biológicas antes. Já procurou um dermatologista ou fez todos os exames de sangue? Forte abraço.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:08h, 28 janeiro Responder

    Eu quem agradeço!

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:08h, 28 janeiro Responder

    Eu quem agradeço!

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:08h, 28 janeiro Responder

    Eu quem agradeço!

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:12h, 28 janeiro Responder

    Olá Cleusa, boa tarde! Seria importante você procurar investigar mais sobre esses sintomas. Alguns exames específicos ou a psicoterapia poderia lhe ajudar nessas questões.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:12h, 28 janeiro Responder

    Olá Cleusa, boa tarde! Seria importante você procurar investigar mais sobre esses sintomas. Alguns exames específicos ou a psicoterapia poderia lhe ajudar nessas questões.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:12h, 28 janeiro Responder

    Olá Cleusa, boa tarde! Seria importante você procurar investigar mais sobre esses sintomas. Alguns exames específicos ou a psicoterapia poderia lhe ajudar nessas questões.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:13h, 28 janeiro Responder

    Acredito que sim, mas quantos a remédios os médicos são os mais indicados para informar sobre essa questão. Forte abraço.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:13h, 28 janeiro Responder

    Acredito que sim, mas quantos a remédios os médicos são os mais indicados para informar sobre essa questão. Forte abraço.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 14:13h, 28 janeiro Responder

    Acredito que sim, mas quantos a remédios os médicos são os mais indicados para informar sobre essa questão. Forte abraço.

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 10:56h, 02 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 10:56h, 02 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 10:56h, 02 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Suzana Chaves
    Posted at 13:56h, 02 março Responder

    Elídio Almeida, achei muito interessante seu artigo, gosto da maneira clara e objetiva como você coloca o assunto. Sou estudante de psicologia e me interesso por esse tema. Poderia me informar onde acho mais material sobre esse tema.

  • Suzana Chaves
    Posted at 13:56h, 02 março Responder

    Elídio Almeida, achei muito interessante seu artigo, gosto da maneira clara e objetiva como você coloca o assunto. Sou estudante de psicologia e me interesso por esse tema. Poderia me informar onde acho mais material sobre esse tema.

  • Suzana Chaves
    Posted at 13:56h, 02 março Responder

    Elídio Almeida, achei muito interessante seu artigo, gosto da maneira clara e objetiva como você coloca o assunto. Sou estudante de psicologia e me interesso por esse tema. Poderia me informar onde acho mais material sobre esse tema.

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 14:59h, 11 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 14:59h, 11 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 14:59h, 11 março Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 17:59h, 11 março Responder

    Olá Suzana! Obrigado pelo comentário. No geral temos mais facilidades em encontra textos dobre psicossomática escrito sobre o viés da psicanálise. Talvez seja interessante para você, também, verificar textos e autores que versam sobre a análise funcional dos comportamentos. Clássicos como Skinner e Sidman, e outros autores mais contemporâneos. Sucesso!

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 17:59h, 11 março Responder

    Olá Suzana! Obrigado pelo comentário. No geral temos mais facilidades em encontra textos dobre psicossomática escrito sobre o viés da psicanálise. Talvez seja interessante para você, também, verificar textos e autores que versam sobre a análise funcional dos comportamentos. Clássicos como Skinner e Sidman, e outros autores mais contemporâneos. Sucesso!

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 17:59h, 11 março Responder

    Olá Suzana! Obrigado pelo comentário. No geral temos mais facilidades em encontra textos dobre psicossomática escrito sobre o viés da psicanálise. Talvez seja interessante para você, também, verificar textos e autores que versam sobre a análise funcional dos comportamentos. Clássicos como Skinner e Sidman, e outros autores mais contemporâneos. Sucesso!

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:00h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:00h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:00h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:08h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:08h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Jailma Jesus Silva
    Posted at 12:08h, 30 maio Responder

    manchas psicossomáticas tem remédio para desaparecer?

  • Ivan Filippelli Rodrigues
    Posted at 15:00h, 30 maio Responder

    Prezado Doutor Elídio. Segundo os médicos sofro de uma doença psicossomática. Já fiz tratamento com psiquiatras, mas apenas os medicamentos não funcionaram…será que o ideal seria combinar tratamento psiquiátrico com psicoterapia ?? Ou apenas psicoterapia ?? (já me indicaram psicanálise, mas sei que demora muito e não sei se teria paciência para esperar, pois já vivo com esse problema há anos…)

  • Ivan Filippelli Rodrigues
    Posted at 15:00h, 30 maio Responder

    Prezado Doutor Elídio. Segundo os médicos sofro de uma doença psicossomática. Já fiz tratamento com psiquiatras, mas apenas os medicamentos não funcionaram…será que o ideal seria combinar tratamento psiquiátrico com psicoterapia ?? Ou apenas psicoterapia ?? (já me indicaram psicanálise, mas sei que demora muito e não sei se teria paciência para esperar, pois já vivo com esse problema há anos…)

  • Ivan Filippelli Rodrigues
    Posted at 15:00h, 30 maio Responder

    Prezado Doutor Elídio. Segundo os médicos sofro de uma doença psicossomática. Já fiz tratamento com psiquiatras, mas apenas os medicamentos não funcionaram…será que o ideal seria combinar tratamento psiquiátrico com psicoterapia ?? Ou apenas psicoterapia ?? (já me indicaram psicanálise, mas sei que demora muito e não sei se teria paciência para esperar, pois já vivo com esse problema há anos…)

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 15:08h, 30 maio Responder

    Olá Ivan! Certamente a psicoterapia é recomendada sim, mas só depois de uma avaliação ou depois do início do processo é que o profissional recomendará se deve ser um tratamento isolado ou combinado. Normalmente trata-se que uma questão emocional ou ansiogênica. O legal nesse momento não é pensar em tempo. Talvez o tempo investido em qualquer psicoterapia pode ser menor do que o tempo que já sofre com a psicossomática.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 15:08h, 30 maio Responder

    Olá Ivan! Certamente a psicoterapia é recomendada sim, mas só depois de uma avaliação ou depois do início do processo é que o profissional recomendará se deve ser um tratamento isolado ou combinado. Normalmente trata-se que uma questão emocional ou ansiogênica. O legal nesse momento não é pensar em tempo. Talvez o tempo investido em qualquer psicoterapia pode ser menor do que o tempo que já sofre com a psicossomática.

  • Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 15:08h, 30 maio Responder

    Olá Ivan! Certamente a psicoterapia é recomendada sim, mas só depois de uma avaliação ou depois do início do processo é que o profissional recomendará se deve ser um tratamento isolado ou combinado. Normalmente trata-se que uma questão emocional ou ansiogênica. O legal nesse momento não é pensar em tempo. Talvez o tempo investido em qualquer psicoterapia pode ser menor do que o tempo que já sofre com a psicossomática.

  • Elídio Almeida | PsicólogoDoença Psicossomática: insônia, ansiedade, dor de cabeça e baladas. -
    Posted at 01:08h, 09 janeiro Responder

    […] post “Doença psicossomática, o que é isso?” falei um pouco sobre a problemática das doenças psicossomáticas e como elas se enquadram […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoDoença Psicossomática: insônia, ansiedade, dor de cabeça e baladas. -
    Posted at 01:08h, 09 janeiro Responder

    […] post “Doença psicossomática, o que é isso?” falei um pouco sobre a problemática das doenças psicossomáticas e como elas se enquadram […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoDoença Psicossomática: insônia, ansiedade, dor de cabeça e baladas. -
    Posted at 01:08h, 09 janeiro Responder

    […] post “Doença psicossomática, o que é isso?” falei um pouco sobre a problemática das doenças psicossomáticas e como elas se enquadram […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoCatarse: Uma excelente dica para mudar sua vida e trazer mais sucesso. -
    Posted at 01:27h, 09 janeiro Responder

    […] sintomas como problemas isolados, sendo que na verdade, muitas vezes, eles são apenas sinais psicossomáticos do corpo, exigindo um pouco mais de […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoCatarse: Uma excelente dica para mudar sua vida e trazer mais sucesso. -
    Posted at 01:27h, 09 janeiro Responder

    […] sintomas como problemas isolados, sendo que na verdade, muitas vezes, eles são apenas sinais psicossomáticos do corpo, exigindo um pouco mais de […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoCatarse: Uma excelente dica para mudar sua vida e trazer mais sucesso. -
    Posted at 01:27h, 09 janeiro Responder

    […] sintomas como problemas isolados, sendo que na verdade, muitas vezes, eles são apenas sinais psicossomáticos do corpo, exigindo um pouco mais de […]

  • Fabiana Guerra
    Posted at 12:50h, 16 janeiro Responder

    Excelente explicação, grata!

  • Fabiana Guerra
    Posted at 12:50h, 16 janeiro Responder

    Excelente explicação, grata!

  • Fabiana Guerra
    Posted at 12:50h, 16 janeiro Responder

    Excelente explicação, grata!

  • sandrina
    Posted at 17:00h, 30 janeiro Responder

    Boa tarde doutor a minha filha sente dor de barriga, dor de cabeça, tonturas, fraqueza nas pernas, palidez, realizou exames e analises e tudo bem pode ser psicologico?

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:49h, 31 janeiro Responder

      Olá Sandra, boa tarde!
      Então, após os exames, o que os médicos suspeitaram? Normalmente após descartadas as causas puramente fisiológicas passamos a investigar a relação dos sintomas com questões emocionais. Seria interessante que sua filha passasse por um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para apurar melhor a questão. Podendo ajudar estarei a disposição. Obrigado pelo contato.

  • sandrina
    Posted at 17:00h, 30 janeiro Responder

    Boa tarde doutor a minha filha sente dor de barriga, dor de cabeça, tonturas, fraqueza nas pernas, palidez, realizou exames e analises e tudo bem pode ser psicologico?

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:49h, 31 janeiro Responder

      Olá Sandra, boa tarde!
      Então, após os exames, o que os médicos suspeitaram? Normalmente após descartadas as causas puramente fisiológicas passamos a investigar a relação dos sintomas com questões emocionais. Seria interessante que sua filha passasse por um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para apurar melhor a questão. Podendo ajudar estarei a disposição. Obrigado pelo contato.

  • sandrina
    Posted at 17:00h, 30 janeiro Responder

    Boa tarde doutor a minha filha sente dor de barriga, dor de cabeça, tonturas, fraqueza nas pernas, palidez, realizou exames e analises e tudo bem pode ser psicologico?

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:49h, 31 janeiro Responder

      Olá Sandra, boa tarde!
      Então, após os exames, o que os médicos suspeitaram? Normalmente após descartadas as causas puramente fisiológicas passamos a investigar a relação dos sintomas com questões emocionais. Seria interessante que sua filha passasse por um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para apurar melhor a questão. Podendo ajudar estarei a disposição. Obrigado pelo contato.

  • Elídio Almeida | Psicólogo Isso é psicológico? -
    Posted at 06:38h, 05 fevereiro Responder

    […] comportamentos. No caso desta garota pude fazer o mesmo e falei para ela sobre somatização e doenças psicossomáticas. Em nosso papo, identificamos que existem diversas situações em que não […]

  • Elídio Almeida | Psicólogo Isso é psicológico? -
    Posted at 06:38h, 05 fevereiro Responder

    […] comportamentos. No caso desta garota pude fazer o mesmo e falei para ela sobre somatização e doenças psicossomáticas. Em nosso papo, identificamos que existem diversas situações em que não […]

  • Elídio Almeida | Psicólogo Isso é psicológico? -
    Posted at 06:38h, 05 fevereiro Responder

    […] comportamentos. No caso desta garota pude fazer o mesmo e falei para ela sobre somatização e doenças psicossomáticas. Em nosso papo, identificamos que existem diversas situações em que não […]

  • Édila
    Posted at 16:32h, 04 março Responder

    Gostaria de saber qual a relação da enfermagem com pacientes que tem essa doença.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:56h, 04 março Responder

      Olá Édila!

      Preciso compreender melhor sua pergunta. Poderia discorrer um pouco mais sobre sua dúvida?

  • Édila
    Posted at 16:32h, 04 março Responder

    Gostaria de saber qual a relação da enfermagem com pacientes que tem essa doença.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:56h, 04 março Responder

      Olá Édila!

      Preciso compreender melhor sua pergunta. Poderia discorrer um pouco mais sobre sua dúvida?

  • Édila
    Posted at 16:32h, 04 março Responder

    Gostaria de saber qual a relação da enfermagem com pacientes que tem essa doença.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:56h, 04 março Responder

      Olá Édila!

      Preciso compreender melhor sua pergunta. Poderia discorrer um pouco mais sobre sua dúvida?

  • Edila Cristina
    Posted at 19:34h, 04 março Responder

    gostaria de saber qual a relação da enfermagem (cuidados)com o paciente que tenha essa doença obrigado!

  • Edila Cristina
    Posted at 19:34h, 04 março Responder

    gostaria de saber qual a relação da enfermagem (cuidados)com o paciente que tenha essa doença obrigado!

  • Edila Cristina
    Posted at 19:34h, 04 março Responder

    gostaria de saber qual a relação da enfermagem (cuidados)com o paciente que tenha essa doença obrigado!

  • Natalina Diniz
    Posted at 21:43h, 05 março Responder

    Olá Doutor tdo bem?vivo em um ambiente de trabalho muito estressante onde no qual so passo raiva vou trabalhar porque nao tenho outra saida depois que entrei la emagreci 15 kilos vivo com falta de ar ,dores pelo corpo todo sou super anciosa gostaria de saber si eu posso tomar algum relaxante pois sou muito nervosa ultimamente eu nao ando nem me suportando…..obrigada aguardo resposta

    • Elídio Almeida
      Posted at 06:55h, 06 março Responder

      Olá Natalina!

      Obrigado pelo contato. Compreendo a situação, porém, nós psicólogos não prescrevemos medicamentos. Ideal é que você procure uma psicoterapia para compreender melhor esse processo ou que procure um médico de sua confiança para que ele lhe oriente sobre a necessidade de uma intervenção medicamentosa.

  • Natalina Diniz
    Posted at 21:43h, 05 março Responder

    Olá Doutor tdo bem?vivo em um ambiente de trabalho muito estressante onde no qual so passo raiva vou trabalhar porque nao tenho outra saida depois que entrei la emagreci 15 kilos vivo com falta de ar ,dores pelo corpo todo sou super anciosa gostaria de saber si eu posso tomar algum relaxante pois sou muito nervosa ultimamente eu nao ando nem me suportando…..obrigada aguardo resposta

    • Elídio Almeida
      Posted at 06:55h, 06 março Responder

      Olá Natalina!

      Obrigado pelo contato. Compreendo a situação, porém, nós psicólogos não prescrevemos medicamentos. Ideal é que você procure uma psicoterapia para compreender melhor esse processo ou que procure um médico de sua confiança para que ele lhe oriente sobre a necessidade de uma intervenção medicamentosa.

  • Natalina Diniz
    Posted at 21:43h, 05 março Responder

    Olá Doutor tdo bem?vivo em um ambiente de trabalho muito estressante onde no qual so passo raiva vou trabalhar porque nao tenho outra saida depois que entrei la emagreci 15 kilos vivo com falta de ar ,dores pelo corpo todo sou super anciosa gostaria de saber si eu posso tomar algum relaxante pois sou muito nervosa ultimamente eu nao ando nem me suportando…..obrigada aguardo resposta

    • Elídio Almeida
      Posted at 06:55h, 06 março Responder

      Olá Natalina!

      Obrigado pelo contato. Compreendo a situação, porém, nós psicólogos não prescrevemos medicamentos. Ideal é que você procure uma psicoterapia para compreender melhor esse processo ou que procure um médico de sua confiança para que ele lhe oriente sobre a necessidade de uma intervenção medicamentosa.

  • Isabela
    Posted at 21:08h, 26 março Responder

    Boa noite Dr.!!!
    Tenho crises de falta de ar as vezes e começo a ficar muito ansiosa,parece que vai piorando,sera que pode ser essa doença psicossomática?
    Fui 4 vezes no plantão medico, mas todos perguntavam se eu tinha passado por estresse pois meu pulmão estava limpo então significava que eu nao estava com falta de ar, os mesmos ate chegaram a me receitar um calmante, qual seria seu diagnóstico?
    Obrigada!

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:09h, 27 março Responder

      Olá Isabela!

      Para um diagnóstico é altamente importante que vc busque um psicólogo de sua confiança para que sejam feitas algumas esses de psicodiagnóstico para compreender de forma adequada a sua situação. Através dessa conduta é que será possível compreender a origem desses sintomas e implementar um terapêutica para a questão. Espero ter ajudado e obrigado pelo contato.

  • Isabela
    Posted at 21:08h, 26 março Responder

    Boa noite Dr.!!!
    Tenho crises de falta de ar as vezes e começo a ficar muito ansiosa,parece que vai piorando,sera que pode ser essa doença psicossomática?
    Fui 4 vezes no plantão medico, mas todos perguntavam se eu tinha passado por estresse pois meu pulmão estava limpo então significava que eu nao estava com falta de ar, os mesmos ate chegaram a me receitar um calmante, qual seria seu diagnóstico?
    Obrigada!

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:09h, 27 março Responder

      Olá Isabela!

      Para um diagnóstico é altamente importante que vc busque um psicólogo de sua confiança para que sejam feitas algumas esses de psicodiagnóstico para compreender de forma adequada a sua situação. Através dessa conduta é que será possível compreender a origem desses sintomas e implementar um terapêutica para a questão. Espero ter ajudado e obrigado pelo contato.

  • Isabela
    Posted at 21:08h, 26 março Responder

    Boa noite Dr.!!!
    Tenho crises de falta de ar as vezes e começo a ficar muito ansiosa,parece que vai piorando,sera que pode ser essa doença psicossomática?
    Fui 4 vezes no plantão medico, mas todos perguntavam se eu tinha passado por estresse pois meu pulmão estava limpo então significava que eu nao estava com falta de ar, os mesmos ate chegaram a me receitar um calmante, qual seria seu diagnóstico?
    Obrigada!

    • Elídio Almeida
      Posted at 21:09h, 27 março Responder

      Olá Isabela!

      Para um diagnóstico é altamente importante que vc busque um psicólogo de sua confiança para que sejam feitas algumas esses de psicodiagnóstico para compreender de forma adequada a sua situação. Através dessa conduta é que será possível compreender a origem desses sintomas e implementar um terapêutica para a questão. Espero ter ajudado e obrigado pelo contato.

  • Kamila cozer
    Posted at 21:18h, 02 maio Responder

    Olá doutor, eu sinto dor nos ombros e tenho manchas vermelhas no ombro na perna exames eu não diz que eu não tenho nada , eu sou extremamente ansiosa nossa queria ajuda obg

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:11h, 04 maio Responder

      Olá kamila!

      Seria importante que você tivesse uma avaliação ou fizesse um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para compreender melhor as causas destas dores e manchas e assim implementar um tratamento adequado à sua necessidade.

  • Kamila cozer
    Posted at 21:18h, 02 maio Responder

    Olá doutor, eu sinto dor nos ombros e tenho manchas vermelhas no ombro na perna exames eu não diz que eu não tenho nada , eu sou extremamente ansiosa nossa queria ajuda obg

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:11h, 04 maio Responder

      Olá kamila!

      Seria importante que você tivesse uma avaliação ou fizesse um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para compreender melhor as causas destas dores e manchas e assim implementar um tratamento adequado à sua necessidade.

  • Kamila cozer
    Posted at 21:18h, 02 maio Responder

    Olá doutor, eu sinto dor nos ombros e tenho manchas vermelhas no ombro na perna exames eu não diz que eu não tenho nada , eu sou extremamente ansiosa nossa queria ajuda obg

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:11h, 04 maio Responder

      Olá kamila!

      Seria importante que você tivesse uma avaliação ou fizesse um psicodiagnóstico com um psicólogo de sua confiança para compreender melhor as causas destas dores e manchas e assim implementar um tratamento adequado à sua necessidade.

Post A Comment