Psicologia-e-direitos-humanos-psicólogo-em-salvador

Psicologia e Direitos Humanos

Psicologia e Direitos Humanos – No primeiro post de 2011 vou compartilhar com vocês trechos de um dos textos mais importantes que li durante minha formação em psicologia: a Declaração Universal dos Direitos Humanos.

Quando me preparava para realizar meus primeiros atendimentos em clínica de psicologia da Faculdade, minha professora e supervisora recomendou que eu lesse, antes mesmo dos textos técnicos, a Declaração Universal dos Direitos Humanos. Confesso que achei estranho, pois a expectativa era aprender mais sobre os “segredos” dos atendimentos clínicos da psicologia, mas ao ler a Declaração me dei conta de quanto dos nossos direitos são violados ao longo da vida e como isso traz implicações e reflexões ao nosso bem-estar psicossocial e emocional dos pacientes. Especialmente para ajudar a expressar sentimentos e emoções.

A psicologia e os direitos humanos

Aquela, foi a primeira ocasião que tive contato direto com a Declaração e posso imaginar que muitos ainda não tiveram a oportunidade de ler os termos deste documento tão significativo para a humanidade e que nem sempre é observado pelas autoridades ou nas relações entre as pessoas no da a dia.

Por isso, neste início de ano, quero convidar você ler (ou reler) e, acima de tudo, refletir sobre cada um dos artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos que estão resumidos a seguir. Quem sabe eles podem nos ajudar a refletir sobre nossa história e trazer compreensão para algumas questões que nos afeta, não é mesmo?

.

Artigo 1º

Todas as pessoas nascem livres e iguais em dignidade e direitos.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 2º

Toda pessoa deve possuir os mesmos direitos e liberdades sem distinção.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 

Artigo 3º

Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e de expressão.

 ato falho psicólogo em salvador

  

Artigo 4º

Ninguém será mantido em escravidão ou servidão.
Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador


Artigo 5º

.Ninguém será submetido a torturas ou castigo cruel.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador 

Artigo 6º

Todo ser humano será reconhecido como pessoa perante a lei.

 Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

.

Artigo 7º

Toda pessoa deve ser protegida igualmente perante a lei, sem discriminação.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 .

Artigo 8º

Toda pessoa deve ter acesso à justiça para reparar violação dos seus direitos.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 .

Artigo 9º

Ninguém será arbitrariamente preso, detido ou exilado.

sentimento de culpa vergonha terapia de casal em salvador..


Artigo 10º

Toda pessoa tem direito a julgamento público, imparcial e justo.

 Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 

Artigo 11º

Toda pessoa acusada será presumida inocente até que sua culpa seja provada.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador.


Artigo 12º.

Ninguém sofrerá interferências em sua vida privada, nem ataques a sua honra e reputação.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador.

.

Artigo 13º
.
Toda pessoa tem o direito de ir e vir, bem como o de residir dentro e fora de seu país.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 

.

Artigo 14º

.Toda pessoa perseguida tem direito a procurar asilo em outro país.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 

.

Artigo 15º.

Toda pessoa tem direito a uma nacionalidade.
Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

.

Artigo 16º

Toda pessoa tem direito de constituir família, mas não será obrigada a isso.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador.

.

Artigo 17º

Toda pessoa tem direito à propriedade, só ou em sociedade com outros.

 escolha profissional psicólogo em salvador

 

.

Artigo 18º

  Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião.

 Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador


Artigo 19º

Toda pessoa tem direito à liberdade de opinião e de expressão.

birra comportamento que prejudica o desenvolvimento psicólogo elídio almeida terpaia de casal em salvador

 

Artigo 20º

Toda pessoa tem direito de se reunir e de se associar, pacificamente, não podendo ser obrigada a isso.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 21º

Toda pessoa tem direito de participar do governo, de ter acesso ao serviço público e de eleger livremente seus representantes.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

 

Artigo 22º

Toda pessoa possui direitos econômicos sociais e culturais.

crise dos talentos psicólogo em salvador

Artigo 23º

 Toda pessoa tem direito ao trabalho, a um salário justo e a sindicalização.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 24º

Toda pessoa tem direito ao repouso, ao lazer e a férias remuneradas.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 25º

Toda pessoa tem direito à saúde, ao bem-estar e à participação social, principalmente as mães e crianças.

treinamento psicólogo em salvador motivação

Artigo 26º

Toda pessoa tem direito a uma educação de qualidade, que garanta o pleno desenvolvimento da personalidade humana.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 27º

Toda pessoa tem direitos a participar da vida cultural e receber os benefícios do progresso da ciência.

Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 28º

Toda pessoa tem direito a uma ordem social e internacional onde cada país respeite os princípios desta declaração.

Artigo 29º

Toda pessoa tem o dever de contribuir para que os direitos de todos sejam respeitados conforme os princípios das nações unidas.

 Psicologia e direitos humanos psicólogo em salvador

Artigo 30

 Nenhuma pessoa, grupo ou estado poderá suprimir os direitos e liberdades estabelecidos nesta declaração.

 orientação vocaional estudantes psicólogo em salvador

Pois bem! Mais uma vez, Feliz Ano Novo a todos e que possamos estar cada vez mais atentos ao nossos direitos e não permitir que outros violem nossa liberdade (no sentido mais amplo da palavra). Felicidades!

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments
  • Neto Alves
    Posted at 12:34h, 06 janeiro Responder

    Olá, Elídio! Como sempre, suas reflexões são muito boas. Pensar que temos direitos decorrentes de nossa condição de seres humanos nos faz pensar que o outro também possui os mesmos direitos e que lidando com as pessoas temos de reconhecê-los e valorizá-los. Vou levar a dica para os meus alunos de escola pública. Um abraço!

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:33h, 06 janeiro Responder

      Olá Neto!

      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado e que tenha compreendido a intenção. Pensei que seria importante começarmos o ano focando em nossos direitos, já que somos exacerbadamente cobrados de nossos deveres. Feliz Ano Novo e excelente aula.

  • Neto Alves
    Posted at 12:34h, 06 janeiro Responder

    Olá, Elídio! Como sempre, suas reflexões são muito boas. Pensar que temos direitos decorrentes de nossa condição de seres humanos nos faz pensar que o outro também possui os mesmos direitos e que lidando com as pessoas temos de reconhecê-los e valorizá-los. Vou levar a dica para os meus alunos de escola pública. Um abraço!

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:33h, 06 janeiro Responder

      Olá Neto!

      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado e que tenha compreendido a intenção. Pensei que seria importante começarmos o ano focando em nossos direitos, já que somos exacerbadamente cobrados de nossos deveres. Feliz Ano Novo e excelente aula.

  • Neto Alves
    Posted at 12:34h, 06 janeiro Responder

    Olá, Elídio! Como sempre, suas reflexões são muito boas. Pensar que temos direitos decorrentes de nossa condição de seres humanos nos faz pensar que o outro também possui os mesmos direitos e que lidando com as pessoas temos de reconhecê-los e valorizá-los. Vou levar a dica para os meus alunos de escola pública. Um abraço!

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:33h, 06 janeiro Responder

      Olá Neto!

      Obrigado pelo comentário. Fico feliz que tenha gostado e que tenha compreendido a intenção. Pensei que seria importante começarmos o ano focando em nossos direitos, já que somos exacerbadamente cobrados de nossos deveres. Feliz Ano Novo e excelente aula.

  • Pe Alfredo Dorea
    Posted at 10:06h, 07 janeiro Responder

    Caro Elídio,
    Na próxima reunião do Conselho Estadual de Proteção aos Direitos Humanos, serei porta-voz da sua profunda reflexão.
    Obrigado e vamos em frente.

  • Pe Alfredo Dorea
    Posted at 10:06h, 07 janeiro Responder

    Caro Elídio,
    Na próxima reunião do Conselho Estadual de Proteção aos Direitos Humanos, serei porta-voz da sua profunda reflexão.
    Obrigado e vamos em frente.

  • Pe Alfredo Dorea
    Posted at 10:06h, 07 janeiro Responder

    Caro Elídio,
    Na próxima reunião do Conselho Estadual de Proteção aos Direitos Humanos, serei porta-voz da sua profunda reflexão.
    Obrigado e vamos em frente.

Post A Comment