ansiedade psicólogo salvador

ANSIEDADE x SEROTONINA:
Entenda como você pode investir no seu bem-estar.

ANSIEDADE x SEROTONINA – Neste momento, uma em cada quatro pessoas no mundo está com uma sensação de aperto no peito, sentindo o coração bater mais rápido, com respiração ofegante, alto nível de tensão ou com as mãos suando. No pensamento destas pessoas, um medo inexplicável ou preocupação obsessiva com algo que ainda nem aconteceu.

Dependendo do grau, a pessoa fica sem sono ou com dificuldade para dormir, o sistema imunológico tende a ficar baixo, e com isso, portas são abertas para uma série de doenças emocionais e físicas – principalmente as cardiovasculares.

Se você tem vivido assim, é hora de procurar ajuda, pois você pode estar com alguns dos sintomas de uma crise de ansiedade, um dos transtornos mentais mais comuns da atualidade e, assim como os demais, extremamente perigoso.

 

Ansianeidade terapia de casal em salvadoredade

 

Estudos mostram que a ansiedade é um transtorno de humor mais frequente do que outros transtornos como a depressão. Um desses estudos foi recentemente divulgado pelo World Health Mental Survey, ligado à OMS – Organização Mundial da Saúde, revela um fato preocupante.

No Brasil, 26% das pessoas convivem com ou tiveram algum transtorno de ansiedade nos últimos 12 meses. O que pode ser confirmado por dados dos consultórios médicos e psicoterapêuticos onde têm sido cada vez mais alta a quantidade de pessoas que procuram tratamento para a ansiedade.

 

Tratamento para a ansiedade

Muitas dessas pessoas não sabem, mas com a compreensão das causas, do que mantém e das estratégias para lidar com a ansiedade podem ser extremamente eficazes na restauração do bem-estar pessoal sem a necessidade de medicamentos. Uma dessas estratégias é o foco na produção natural de SEROTONINA, entenda:

Imagine que você está num carro onde o motorista dirige de forma irresponsável. Certamente você vai perceber os estímulos ambientais que indicam perigo ou ameaça. A partir daí desencadeiam-se uma série de reações cognitivas, sensório-perceptivas e neurovegetativas que informam ao organismo o risco da situação. O conjunto dessas reações forma o medo, principal emoção envolvida na ansiedade. A partir deste ponto de vista, a ansiedade pode ser considerada como uma disposição orgânica que nos dá melhores condições de preservação de nossa integridade dentro de um determinado contexto ambiental.

 

 

aneidade terapia de casal em salvador

 

Alerta para ameaças

 

Com esse ponto de vista, podemos perceber que a ansiedade fazia parte das reações que nossos ancestrais manifestavam diante de ameaças.

Preocupar-se com essas ameaças mantinha o corpo  dos nossos antepassados em alerta para reagir às situações adversas: mais tenso, pressão elevada, maior bombeamento de sangue, pontos para se defender do perigo; em outras palavras, o corpo estava pronto para agir caso o perigo fosse concretizado. De lá para cá esse esquema ficou gravado no cérebro e até hoje entra em ação diante de situações interpretadas como situações que ofereçam algum tipo de risco ou perigo.

O problema é que, se esse estado de preocupação se torna crônico, ou seja, a pessoa não relaxa e vive sempre tentando evitar ou estar preparada para o pior, como é o caso da ansiedade generalizada, crises, ou os ataques de pânico, a ansiedade deixa de ser uma reação natural como era para nossos antepassados. E é dessa forma que muitas pessoas têm vivido.

stress-e-ansiedade_ psicólogo em salvador

 

A ansiedade pode chegar a prejudicar a vida de uma pessoa quando atinge proporções patológicas. Nestes casos ela se caracteriza por sensações de perigo e medo sem que haja uma ameaça real, ou sem que esta ameaça seja proporcional à intensidade da emoção ou do acontecimentos que pode estar por vir. Ou seja, é natural a pessoa ter preocupações e ansiedade, porém, elas devem ser proporcionais aos eventos ansiogênicos do contexto. Se um simples semáforo fechado já consegue estragar seu dia, é hora de rever seu estilo de vida.

Algumas pessoas têm recorrido ao uso de remédios para  tentar controlar ou trazer os níveis de ansiedade para os normais. Entretanto, a grande maioria dos profissionais entende que os remédios só devem ser solicitados ao médico em última opção, nos casos de traumas, urgências clínicas e terapêuticas, ou em caráter complementar a outros tratamentos. O uso de remédios pode trazer uma série de efeitos colaterais, causar dependência ou até mesmo empurrar o problema para debaixo do tapete.

Por isso você deve decidir se quer um paliativo ou ferramentas mais adequadas para tentar resolver seus problemas.

 

remédio para ansiedade psicólogo em salvador

 

Serotonina baixa no organismo

O que você precisa saber é que a ansiedade aumenta significativamente quando a serotonina está em níveis baixos no nosso organismo.

A serotonina é um neurotransmissor que atua no cérebro regulando o humor, sono, apetite, ritmo cardíaco, temperatura corporal, sensibilidade a dor, movimentos e as funções intelectuais.

Quando a serotonina fica em baixa concentração em nosso organismo, pode levar ao mau humor, dificuldade para dormir e a vontade de comer o tempo todo, por exemplo.

Uma das formas de aumentar a concentração de serotonina na corrente sanguínea é consumindo alimentos saudáveis, praticando exercícios físicos com regularidade ou buscando auxílio psicoterapêutico para identificar causas que tem alimentado a ansiedade e, principalmente, planejar e implementar as mudanças e adaptações necessárias para restaurar a qualidade de vida.

Veja abaixo uma pequena lista de sintomas que podem indicar que você está com serotonina em baixa em seu organismo.

 

Sintomas da serotonina baixa

 

Mau humor de manhã;

Sonolência durante o dia;

Inibição do desejo sexual;

Vontade de comer doces;

Comer a toda hora;

Dificuldade no aprendizado;

Distúrbios de memória e de concentração;

Irritabilidade;

Cansaço;

Ficar sem paciência facilmente.

 

A psicoterapia comportamental tem ajudado muitas pessoas a fugir dos remédios e seus efeitos colaterais; tem restaurando a qualidade de vida de forma adaptativa e funcional; além de favorecer o autoconhecimento, a evolução dos comportamentos e uma forma de vida mais confiante e segura para conviver nessa sociedade que tanto nos deixa ansiosos.

Lembrando que a baixa concentração de serotonina no organismo pode indicar que você está no nível crítico da ansiedade. Cuide-se!

 

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Post A Comment