anorgasmia psicólogo em salvador

ANORGASMIA:
A ausência de orgasmo feminino na relação sexual.

Anorgasmia é o nome dado à ausência do orgasmo feminino na relação sexual. Sua principal característica é a inibição do orgasmo, podendo estar relacionada a fatores biológicos e/ou psicológicos, atingindo basicamente três perfis:

1) quando a mulher nunca atingiu o orgasmo;

2) quando acontece em determinadas situações 

3) total, quando nenhum estímulo é capaz de fazer a mulher chegar ao orgasmo.

 

Em todos os casos, ela pode vivenciar as outras fases do ato sexual, como o desejo e a excitação, porém sente um bloqueio no momento do clímax.

anorgasmia terapia de casal psicólogo em salvador

 

O que causa a anorgasmia?

A anorgasmia têm diversas origens. Dentre os fatores que levam a tal quadro, destacam-se, de forma praticamente integral, os aspectos psicossociais que vão desde abuso ou violência sexual durante a infância até a falta de conhecimento do próprio corpo. A questão orgânica tem menor relevância. Segundo pesquisas, contemplam apenas 5% dos casos.

Os fatores psicossociais mais frequentes são: falsas crendices, falta de informação, tabus, religião, regras e autorregras que supervalorizam a sexualidade e o desempenho sexual, medos, experiências traumáticas, falta de intimidade com o próprio corpo e/ou com o parceiro, inexperiência, culpa, ansiedade, depressão, tensão corporal, educação sexual rígida e inadequada, desinteresse, insatisfação corporal, baixa autoestima, excesso de contenção, estresse cotidiano e a rotina no relacionamento, dentre outros fatores.

As causas orgânicas podem estar relacionadas com doenças de outras categorias, má-formação congênita (que pode impedir o acesso ao clitóris), hipertrofia dos pequenos lábios (que pode encobrir o acesso à vagina), desníveis hormonais, além do uso imoderado de álcool, drogas psicoativas, dentre outras.

anorgasmia psicólogo em salvador elidio almeida

 

Tratamento para anorgasmia:

O tratamento para a anorgasmia varia de acordo com cada caso, mas, basicamente é feito através da psicoterapia que cria condições para que a pessoa se conheça mais, aumentando a autoestima e segurança, facilitando a comunicação entre o casal.

O enfoque principal é combater a ansiedade existente, desmistificando falsas crenças e trabalhando os aspectos psicológicos que não permitem um completo funcionamento corporal.

No tratamento, propõe-se que a mulher desenvolva ferramentas psicológicas que contribuam para liberar emoções e/ou fantasias que podem estar bloqueando o orgasmo, possibilitando, assim, viver a espontaneidade de sentir prazer. Para tanto, a psicoterapia pode estar baseada numa terapia individual (mais frequente), terapia de casal ou, ainda, no conjunto dos dois processos.

A terapia individual cria condições para ampliar o autoconhecimento e possibilitar o prazer consigo mesma, a partir de um aprendizado sobre como é construído tal sintoma. Ou seja, o que esse quadro tem a contar sobre a pessoa, sobre a sua forma de funcionar na relação e com o meio. É na terapia, portanto, que se revê falsos conceitos e se fornece orientação, possibilitando novas perspectivas.

anorgasmia terapia de casal em salvador

 

A terapia de casal facilita a comunicação do relacionamento, além de mediar um conhecimento maior sobre o funcionamento da relação, ajudando a descobrir, entre outros fatores, de que forma o casal interage em sua vida cotidiana, e como isso se reflete na dinâmica sexual.

Embora seja menos comum, o homem também está sujeito ao mesmo problema e, basicamente, atravessa as mesmas causas e tratamento. Em todo caso, buscar ajuda profissional é sempre a melhor saída. 

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments
  • Patricia Reis
    Posted at 09:32h, 25 agosto Responder

    Achei o assunto interessante, pois a presença desse problema, afeta e mutio a relação.O problema é que as mulheres ainda tem receio de falar quando o assunto é problemas com a sexualidade com seus parceiros, preferem fingir a encarar o problema de frente e resolver junto com o parceiro,ao contrario de que muitas pensam a relação só se fortalece junto com a solução do problema.
    È isso aí mulheres, vamos falar sim, problemas todo mundo tem, seja de que ambito for, e existe profissional como Elídio Almeida para resolvê-los.

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:52h, 25 agosto Responder

      Olá Patrícia!

      Obrigado pelo comentário. Você tem toda razão. Melhor que fugir do problema, fazer de conta que ele não existe ou sofrer calada é mesmo procurar a solução. No geral as mulheres sentem vergonha de falar sobre esses problemas com seus parceiros, mas com as ferramentas certas tudo fica mais fácil. Um abraço.

  • Patricia Reis
    Posted at 09:32h, 25 agosto Responder

    Achei o assunto interessante, pois a presença desse problema, afeta e mutio a relação.O problema é que as mulheres ainda tem receio de falar quando o assunto é problemas com a sexualidade com seus parceiros, preferem fingir a encarar o problema de frente e resolver junto com o parceiro,ao contrario de que muitas pensam a relação só se fortalece junto com a solução do problema.
    È isso aí mulheres, vamos falar sim, problemas todo mundo tem, seja de que ambito for, e existe profissional como Elídio Almeida para resolvê-los.

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:52h, 25 agosto Responder

      Olá Patrícia!

      Obrigado pelo comentário. Você tem toda razão. Melhor que fugir do problema, fazer de conta que ele não existe ou sofrer calada é mesmo procurar a solução. No geral as mulheres sentem vergonha de falar sobre esses problemas com seus parceiros, mas com as ferramentas certas tudo fica mais fácil. Um abraço.

  • Patricia Reis
    Posted at 09:32h, 25 agosto Responder

    Achei o assunto interessante, pois a presença desse problema, afeta e mutio a relação.O problema é que as mulheres ainda tem receio de falar quando o assunto é problemas com a sexualidade com seus parceiros, preferem fingir a encarar o problema de frente e resolver junto com o parceiro,ao contrario de que muitas pensam a relação só se fortalece junto com a solução do problema.
    È isso aí mulheres, vamos falar sim, problemas todo mundo tem, seja de que ambito for, e existe profissional como Elídio Almeida para resolvê-los.

    • Elídio Almeida
      Posted at 09:52h, 25 agosto Responder

      Olá Patrícia!

      Obrigado pelo comentário. Você tem toda razão. Melhor que fugir do problema, fazer de conta que ele não existe ou sofrer calada é mesmo procurar a solução. No geral as mulheres sentem vergonha de falar sobre esses problemas com seus parceiros, mas com as ferramentas certas tudo fica mais fácil. Um abraço.

  • Zazo Guerra
    Posted at 21:27h, 14 setembro Responder

    Seu Blog é muito bom, Elídio. Parabéns e continue. Vou ajudar na divulgação.

  • Zazo Guerra
    Posted at 21:27h, 14 setembro Responder

    Seu Blog é muito bom, Elídio. Parabéns e continue. Vou ajudar na divulgação.

  • Zazo Guerra
    Posted at 21:27h, 14 setembro Responder

    Seu Blog é muito bom, Elídio. Parabéns e continue. Vou ajudar na divulgação.

  • bruno winkel d avila
    Posted at 00:53h, 22 novembro Responder

    eu queria falar con un medico porque minha esposa nao conssegue ter orgasmo

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:07h, 22 novembro Responder

      Olá Bruno!

      Quem bom você toma essa iniciativa. Certamente buscar mais informações vai ajudar o casal a compreender melhor a situação.

      • ereni neu
        Posted at 22:11h, 27 fevereiro Responder

        sempre fiz sexo por obrigação,hoje com 54 anos descobri o desejo,prazer…e até o orgasmo, sofri muito na minha vida,perdi minha mãe aos 9 anos,minha madrasta me maltratava quiz mostrar pras pessoas que me caluniavam que não precisava ter mãe para se comportar…daí fexei meu corpo para os homens!sofri muito,mas venci…graças a Deus,não procurei ajuda de nimguem,descobri tudo sozinha que era uma mulher problemática.obrigado por poder desabafar!

        • Elídio Almeida
          Posted at 10:13h, 28 fevereiro Responder

          Olá Ereni!

          Obrigado pela participação. O espaço estará sempre disponível para você!

  • bruno winkel d avila
    Posted at 00:53h, 22 novembro Responder

    eu queria falar con un medico porque minha esposa nao conssegue ter orgasmo

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:07h, 22 novembro Responder

      Olá Bruno!

      Quem bom você toma essa iniciativa. Certamente buscar mais informações vai ajudar o casal a compreender melhor a situação.

      • ereni neu
        Posted at 22:11h, 27 fevereiro Responder

        sempre fiz sexo por obrigação,hoje com 54 anos descobri o desejo,prazer…e até o orgasmo, sofri muito na minha vida,perdi minha mãe aos 9 anos,minha madrasta me maltratava quiz mostrar pras pessoas que me caluniavam que não precisava ter mãe para se comportar…daí fexei meu corpo para os homens!sofri muito,mas venci…graças a Deus,não procurei ajuda de nimguem,descobri tudo sozinha que era uma mulher problemática.obrigado por poder desabafar!

        • Elídio Almeida
          Posted at 10:13h, 28 fevereiro Responder

          Olá Ereni!

          Obrigado pela participação. O espaço estará sempre disponível para você!

  • bruno winkel d avila
    Posted at 00:53h, 22 novembro Responder

    eu queria falar con un medico porque minha esposa nao conssegue ter orgasmo

    • Elídio Almeida
      Posted at 08:07h, 22 novembro Responder

      Olá Bruno!

      Quem bom você toma essa iniciativa. Certamente buscar mais informações vai ajudar o casal a compreender melhor a situação.

      • ereni neu
        Posted at 22:11h, 27 fevereiro Responder

        sempre fiz sexo por obrigação,hoje com 54 anos descobri o desejo,prazer…e até o orgasmo, sofri muito na minha vida,perdi minha mãe aos 9 anos,minha madrasta me maltratava quiz mostrar pras pessoas que me caluniavam que não precisava ter mãe para se comportar…daí fexei meu corpo para os homens!sofri muito,mas venci…graças a Deus,não procurei ajuda de nimguem,descobri tudo sozinha que era uma mulher problemática.obrigado por poder desabafar!

        • Elídio Almeida
          Posted at 10:13h, 28 fevereiro Responder

          Olá Ereni!

          Obrigado pela participação. O espaço estará sempre disponível para você!

  • carol
    Posted at 13:08h, 08 novembro Responder

    Acabei de descobrir meu problema ereni obrigada sofro com esse problema nunca sentir prazer sou casada e faco por fazer isso e orivel agora vou mi cuidar obrigada..

  • carol
    Posted at 13:08h, 08 novembro Responder

    Acabei de descobrir meu problema ereni obrigada sofro com esse problema nunca sentir prazer sou casada e faco por fazer isso e orivel agora vou mi cuidar obrigada..

  • carol
    Posted at 13:08h, 08 novembro Responder

    Acabei de descobrir meu problema ereni obrigada sofro com esse problema nunca sentir prazer sou casada e faco por fazer isso e orivel agora vou mi cuidar obrigada..

  • Nany
    Posted at 13:10h, 12 novembro Responder

    oi doutor… acho q tenho esse problema, mas não consigo descobrir o q é q me limita a ponto d chegar muito perto do orgasmo mas não consegruir completá-lo… so tenho um orgasmo completo com meu marido por intermédio de masturbação junto com a penetração… queria sua ajuda… por favor…

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:28h, 12 novembro Responder

      Olá Nany!

      Compreendo sua situação. Se puder ajudar em algo estarei à disposição para que você possa superar estes desconfortos.

  • Nany
    Posted at 13:10h, 12 novembro Responder

    oi doutor… acho q tenho esse problema, mas não consigo descobrir o q é q me limita a ponto d chegar muito perto do orgasmo mas não consegruir completá-lo… so tenho um orgasmo completo com meu marido por intermédio de masturbação junto com a penetração… queria sua ajuda… por favor…

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:28h, 12 novembro Responder

      Olá Nany!

      Compreendo sua situação. Se puder ajudar em algo estarei à disposição para que você possa superar estes desconfortos.

  • Nany
    Posted at 13:10h, 12 novembro Responder

    oi doutor… acho q tenho esse problema, mas não consigo descobrir o q é q me limita a ponto d chegar muito perto do orgasmo mas não consegruir completá-lo… so tenho um orgasmo completo com meu marido por intermédio de masturbação junto com a penetração… queria sua ajuda… por favor…

    • Elídio Almeida
      Posted at 15:28h, 12 novembro Responder

      Olá Nany!

      Compreendo sua situação. Se puder ajudar em algo estarei à disposição para que você possa superar estes desconfortos.

  • Elídio Almeida | Psicólogo Você conhece a impotência sexual e os outros transtornos sexuais masculinos? -
    Posted at 18:41h, 23 fevereiro Responder

    […] Transtorno orgásmico: O transtorno orgásmico masculino diz respeito à demora – ocasional ou constante – e à ausência de orgasmo durante a estimulação sexual. Este transtorno é observado raramente na prática clínica, sendo o transtorno sexual masculino menos frequente, ocorrendo entre 4 e 10% dos homem que vão em busca de atendimento especializado. Nas mulheres este transtorno é mais compreendido como anorgasmia. […]

  • Elídio Almeida | Psicólogo Você conhece a impotência sexual e os outros transtornos sexuais masculinos? -
    Posted at 18:41h, 23 fevereiro Responder

    […] Transtorno orgásmico: O transtorno orgásmico masculino diz respeito à demora – ocasional ou constante – e à ausência de orgasmo durante a estimulação sexual. Este transtorno é observado raramente na prática clínica, sendo o transtorno sexual masculino menos frequente, ocorrendo entre 4 e 10% dos homem que vão em busca de atendimento especializado. Nas mulheres este transtorno é mais compreendido como anorgasmia. […]

  • Elídio Almeida | Psicólogo Você conhece a impotência sexual e os outros transtornos sexuais masculinos? -
    Posted at 18:41h, 23 fevereiro Responder

    […] Transtorno orgásmico: O transtorno orgásmico masculino diz respeito à demora – ocasional ou constante – e à ausência de orgasmo durante a estimulação sexual. Este transtorno é observado raramente na prática clínica, sendo o transtorno sexual masculino menos frequente, ocorrendo entre 4 e 10% dos homem que vão em busca de atendimento especializado. Nas mulheres este transtorno é mais compreendido como anorgasmia. […]

  • Elídio Almeida
    Posted at 07:09h, 29 setembro Responder

    Olá Val.
    Em tese, a anorgasmia é a ausência de orgasmo. Todavia há registros de pessoas que não conseguem ter orgasmo apenas com seus parceiros. Em todo caso, uma orientação profissional mais apurada deve ser feita, para que você também possa compreender melhor o que pode estar havendo. Saudações.

  • Elídio Almeida
    Posted at 07:09h, 29 setembro Responder

    Olá Val.
    Em tese, a anorgasmia é a ausência de orgasmo. Todavia há registros de pessoas que não conseguem ter orgasmo apenas com seus parceiros. Em todo caso, uma orientação profissional mais apurada deve ser feita, para que você também possa compreender melhor o que pode estar havendo. Saudações.

  • Elídio Almeida
    Posted at 07:09h, 29 setembro Responder

    Olá Val.
    Em tese, a anorgasmia é a ausência de orgasmo. Todavia há registros de pessoas que não conseguem ter orgasmo apenas com seus parceiros. Em todo caso, uma orientação profissional mais apurada deve ser feita, para que você também possa compreender melhor o que pode estar havendo. Saudações.

Post A Comment