relacionamento terapia de casal em salvador

10 adversários podem destruir seu relacionamento.

Você conhece os 10 maiores adversários de um relacionamento? Nesse post preparei uma lista com os 10 maiores adversários de um relacionamento: ciúme, individualismo, lazer escasso, diferença de valores, competitividade, imaturidade, diálogo ruim, falta de objetivos em comum, problemas financeiros e sobrecarga de tarefas. Conheça cada um destes vilões e descubra como blindar seu relacionamento contra a falência e contra estas ameaças.

01 – Ciúme

relacionamento terapia de casal em salvador problemas financeiros

O ciúme surge e pode por fim apenas nos relacionamentos onde a confiança e a segurança entre os pares é deficitária. Muitas pessoas até acreditam que o ciúme é tempero do relacionamento, mas, na verdade, ele pode ser o sinalizador que os elementos fundamentais do convívio a dois estão abalados.

Quando não confiamos ou não sentimos segurança no nosso companheiro ou na nossa companheira, desenvolvemos uma série de comportamentos persecutórios, investigações exacerbadas e, o pior, sufocando e colocando a relação em risco. Por isso, se o ciúme faz parte da sua relação, entenda que ele é apenas um sintoma de um mal maior: a insegurança.

 

02 – Individualismo

relacionamento terapia de casal em salvador homem-e-mulher-briga-controle-remoto

As pessoas que praticam o individualismo em seus relacionamentos precisam compreender que uma relação adequada é aquela que compartilhamos nossa vida com pelo menos mais uma pessoa. O contrário disso é a solidão, onde nos relacionamos apenas com nós mesmos.

Em nossas relações interpessoais, buscamos algo diferente daquilo que vivemos em solidão. Por isso, quando o individualismo torna-se a marca de uma relação, significa dizer que estas pessoas estão fingindo viver um relacionamento, quando – na verdade – deveriam estar praticando o compartilhamento, aquilo próprio da vida a dois.

Lógico que cada um tem que ter sua individualidade e particularidade preservados, mas isso não impede que os elementos comuns entre o casal sejam compartilhados.

 

03 – Lazer escasso

relacionamento terapia de casal em salvador casal-tedio-relacao

Quando uma relação afetiva tem as mesmas características dos compromissos burocráticos ou de algo extremamente padronizado, enfadonho e pouco prazeroso, a consequência imediata disto é a perda da satisfação e do interesse em continuar com esse vínculo. O cansaço e a vontade de mudar para algo mais leve e satisfatório torna-se cada vez maior e urgente.

Viver em relacionamentos assim é o mesmo que termos um trabalho extremamente mecânico e robotizado, se não encontrarmos algo para tornar essas tarefas mais humanas e satisfatórias, podemos até conseguir cumpri-las por um tempo, mas logo estaremos loucos para que chegue o fim de semana, as férias ou que algo melhor surja para nos tirar daquele “sufoco”.

Por isso que atividades de lazer são importantes para o casal. Quando as atividades de lazer estão escassas num relacionamento, elas levam ao desinteresse na convivência e tendência para o fim da relação. Afinal, precisamos de motivação para seguir em frente. Ademais, essas atividades criam mais intimidade entre o casal.

 

04 – Valores diferentes

relacionamento terapia de casal em salvador diferente

Ter valores diferentes não necessariamente contribui para o fim de um relacionamento. O grande problema dos valores diferentes é que nem todos os casais conseguem respeitar e conviver bem com estas diferenças.

Uma dica para quem quiser melhorar os problemas causados por essa diferença de valores no relacionamento é pensar que convivemos com pessoas de valores diferentes a todo momento, nos mais variados contextos: faculdade, trabalho, família, amigos etc.

Se você age de forma adequada com as relações cotidianas da sua vida e conseguir repetir esse modelo em seu relacionamento afetivo, pode ter certeza que sua relação amorosa terá vida longa.

 

05 – Competitividade

relacionamento terapia de casal em salvador rivalidade e competição

O companheirismo, o aprendizado, a companhia são, dentre outras, as marcas fundamentais de qualquer relacionamento de sucesso.

Quando a competitividade está presente numa relação afetiva, significa dizer que estas pessoas estão atuando em frentes distintas e isso parece mais com a solidão que falamos acima, na individualidade.

Se a competitividade é uma marca do seu relacionamento, procure meios para ela ceda lugar à parceira. Quando somos parceiros no relacionamento amoroso, até podemos almejar obter mais conquistas que nosso parceiro ou parceira, mas isso deve ser visto como um trabalho em equipe, onde mesmo com ascensões distintas, o casal cresce junto.

 

06 – Imaturidade

relacionamento terapia de casal em salvador imaturo briga

Maturidade significa que estamos qualificados para nos comportar adequadamente, de acordo com o contexto em que vivemos.

Quando um relacionamento não conta com a presença e os recursos da maturidade, muito provavelmente alguém (ou todos) não está qualificado para aquele momento da vida amorosa.

Por isso a imaturidade também é um risco para o sucesso de qualquer relação, pois se você não está preparado ou preparada para viver um relacionamento, certamente terá comportamentos inadequados que dificultarão a evolução do casal.

Mas é sempre importante lembrar que com a ajuda e o suporte adequado, este e outros aspectos podem ser melhorados.

 

07 – Diálogo ruim

relacionamento terapia de casal em salvador diálogo

Como diria o saudoso Chacrinha, “quem não se comunica se trumbica”.  

Imagine uma relação onde seus membros não se comunicam bem. Deve ser horrível, não é mesmo? Justamente no relacionamento amoroso, onde as pessoas se propõem a conviver diariamente, construir intimidade, realizar sonhos, dividir a vida, dentre outros aspectos, exatamente o diálogo não funciona bem e a comunicação não é efetiva.

Em relações assim, muito provavelmente o casal estará fadado ao fracasso, isso porque a comunicação é tão importante que quando ela não é bem desenvolvida no relacionamentos, pode, inclusive, não só levar ao fim do relacionamento, mas provocar nas pessoas envolvidas a infelicidade e traumas difíceis de serem superados.

 

08 – Falta de objetivos comuns

relacionamento terapia de casal em salvador opostos

As pessoas podem ter objetivos distintos num relacionamento. O que elas devem evitar – e isso sim pode por fim a qualquer relação – é forçar que a outra pessoa abrace um objetivo que é seu ou que você abra mão do seu objetivo apenas para agradar a pessoa com quem você se relaciona.

Há muitas pessoas que equivocadamente pensam que o casal tem que ter o mesmo objetivo, porém isso não deve ser uma regra. O legal é quando – mesmo com objetivos distintos – o casal siga na mesma direção do respeito, da atenção, do carinho e do amor.

Seguindo estas diretrizes, mesmo que tenham tomado rumos distintos, certamente haverá muitos pontos de encontros na vida do casal.

 

09 – Problemas financeiros

relacionamento terapia de casal em salvador problemas

Os problemas financeiros afetam amplamente a vida de qualquer pessoa. Na psicologia dizemos que o dinheiro é um estímulo generalizado e com eles podemos ter acesso a vários outros estímulos legais para nossa vida (viagens, bens, alimento…). Por isso que os problemas financeiros afetam tanto nossa vida.

Quando as pessoas estão muito mais vinculadas ao dinheiro do que com as pessoas com quem elas se relacionam, um problema financeiro pode sim contribuir para o fim de uma relação, pois a falta do dinheiro pode simbolizar a falta de vários outros recursos.

Todavia, se as pessoas estiverem comprometidas umas com as outras, mesmo que a falta do dinheiro limite muitos estímulos e afete – inclusive – humor e outros comportamentos, a relação estará segura. O que normalmente ocorre é que quando a grana acaba ou aperta, as pessoas não dispõem de um lastro para conviver com esta situação e os problemas tentem a se multiplicarem.

 

10 – Sobrecarga de tarefas

relacionamento terapia de casal em salvador maxismo

Ninguém gosta de se sentir sobrecarregado, não é mesmo? E isso vale para todos os aspectos da nossa vida.

Mesmo que estejamos sobrecarregados apenas em uma margem (por exemplo, a sobrecarga profissional), isso pode afetar nossa vida pessoal e afetiva ou vice-versa. Por isso que quando percebemos que nossa relação está nos sufocando, ou que esta relação não nos permite ter uma vida leve e equilibrada, corremos o risco de nos frustrarmos e generalizar para todos os aspectos.

Nesse sentido, sempre recomendo aos meus pacientes que assumam somente aquilo que eles percebam que vão poder suportar e cumprir sem se sentir sobrecarregados, seja na vida cotidiana ou em seus relacionamentos.

Mesmo que a sobrecarga já esteja acontecendo, é recomendado que você procure expressar seus sentimentos e emoções, de modo a estabelecer combinados que deixe o relacionamento e a vida mais leve. Quando expressamos nossos sentimentos e emoções adequadamente, conseguimos harmonizar os fatores importantes de nossa vida, especialmente nas relações interpessoais.

 

Relacionamento é algo sério.

É salutar destacar que este post tem informações resumidas e é sempre importante procurar ajuda profissional para que você possa compreender mais acerca de si e conhecer ainda mais sobre seu relacionamento. A psicoterapia comportamental tem contribuído para a melhoria de muitas pessoas e muitos relacionamentos.

Quem sabe você poderá se beneficiar com a terapia comportamental, pois ela pode lhe auxiliar na reconstrução do seu relacionamento e afastar os principais vilões e as ameaças do seu namoro ou casamento.

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Deixe uma resposta