terapia comportamental em salvador elídio almeida terapia de casal

Terapia Comportamental: Estímulo e Resposta?

Terapia Comportamental: Estímulo e Resposta, o homem como principal agente dos comportamentos de um ambiente. 

Uma das bases da terapia comportamental é tornar as pessoas aptas a pensar nas consequências dos seus atos. Isso porque cada comportamento nosso é estimulado por um antecedente, que altera nosso comportamento em um determinado contexto, trazendo as consequências da ação.

A palavra “estímulo” vem de stimulus, que em latim significa algo como “tridente”, “garfo”. A idéia latina é que um estímulo é algo que cutuca você, te fazendo reagir mesmo sem você querer.

O termo “estímulo” foi amplamente usado pelas mais diversas Ciências e pela Filosofia. A origem do termo estímulo, associado ao estudo do comportamento, é atribuída a Descartes e, na Ciência do Comportamento, denota-se que foi utilizada primeiramente por Pavlov, que adotou o termo em seu clássico esquema “Estímulo (S) → Resposta (R)”.

Mais tarde Skinner superou o mecanismo de Descartes e o esquema estímulo-resposta de Pavlov, mostrando como nosso comportamento não é meramente reagir a estímulos, mas operar no ambiente, alterando-o, criando uma nova configuração de estímulos. Ou seja, entre um estímulo e uma resposta, há um organismo (o homem) que intermedia essa ação e reação.

 

terapia comportamental diálogo no casamento como evitar a separação psicólogo em salvador terapia de casal

 

 

Terapia Comportamental 

 

Assim, o esquema S→R, na visão de Skinner passou a ser visto como S→O→R, caracterizando o envolvimento direto do homem no resultado da ação. Essa também é umas as bases da terapia comportamental. Muitas pessoas ainda enxergam a terapia comportamental pelo princípio primário de Pavlov e muito por isso fazem críticas a psicologia comportamental de forma injusta, pois as ideias de estímulo-resposta não fazem parte do que é praticado atualmente na psicoterapia comportamental.

Para ilustrar tudo isso de um forma mais prática, vamos pensar no esquema S→O→R da seguinte maneira: Quando uma pessoa emite um comportamento, ela, anteriormente, recebeu um estímulo que trouxe consequências para aquele determinado contexto, influenciando no comportamento seguinte. Isso equivale dizer que, se a relação entre o estímulo recebido e a conseqüência gerada for boa, a pessoa tende a seguir o mesmo padrão comportamental, gerando uma cadeia de ações que também terá o mesmo efeito sobre as outras pessoas no mesmo contexto.

 

 

Então, assim como uma pessoa irritada consegue irritar outros ao seu redor, uma boa ação pode causar uma reação em cadeia que pode tornar a vida bem melhor, e finalmente conseguirmos um mundo mais agradável para se viver. O vídeo acima parece resumir de forma mais didática o que pretendemos com a Terapia Comportamental: estímulo e resposta, colocando o homem como principal agente dos comportamentos de um ambiente.

Assista ao vídeo, se inspire e faça a SUA parte para um mundo melhor. Boa semana a todos!

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments

Deixe uma resposta