comportamento-assertivo-para-expressar-sentimentos-e-emoções

Comportamento Assertivo: A assertividade vai mudar sua vida!

Continuando a série sobre diferentes tipos de comportamentos, hoje destacaremos o comportamento ASSERTIVO.

Nos posts anteriores vimos que o comportamento AGRESSIVO ignora os direitos do outro, tentando rebaixá-lo ou humilhá-lo. Sua principal consequência é o mal-estar que acaba atingindo a todos os envolvidos. Vimos, também, que o comportamento INASSERTIVO  se caracteriza pela extrema inibição e timidez que tende a provocar a perda da autonomia da pessoa, colocando-a numa posição submissa.

dificuldade para epressar sentimentos e emoções extremos assertividade

Se considerarmos que a agressividade é prejudicial a todos os envolvidos e que a inassertividade traz prejuízos às pessoas que não conseguem se expressar, devemos então encontrar uma maneira de se comportar na qual todos os envolvidos tenham os mesmos privilégios, direitos e, principalmente,  “saiam ganhando”. Essa é a premissa do COMPORTAMENTO ASSERTIVO, um tipo de comportamento que privilegia o direito que todo indivíduo possui de se expressar, sentindo-se bem (sem culpas, remorsos ou arrependimentos), sendo capaz de agir em função de seus próprios interesses, afirmando suas opiniões sem ansiedades indevidas, constrangimentos e sem negar os direitos alheios.

Muita gente, no dia a dia, confunde o comportamento assertivo com o inassertivo, pois tendem a achar que, para ser assertivo, seja necessário concordar totalmente com as  outras pessoas. Na verdade a assertividade perpassa mais pelo caminho do diálogo racional e franco na exposição de opiniões e pensamentos, e de negociações necessárias, para que todos convivam da melhor forma possível, independente das opiniões radicalmente opostas. Por exemplo, uma pessoa que torce pelo Bahia pode conviver de forma respeitosa com um torcedor do Vitória, usando o comportamento assertivo. Em um tempo em que tanto se fala sobre conviver com as diferenças, nada melhor do que ser assertivo.

comunicação assertiva psicólogo em salvador

Para entendermos melhor o que vem a ser o comportamento assertivo, que tal analisarmos na prática a diferença entre ele e outros comportamentos?

Imagine o seguinte caso: Paulo é um jovem universitário. Na noite em que comemorava a aquisição do seu carro novo, com os colegas da faculdade, em um barzinho, um deles lhe pede o carro emprestado para apanhar algo em um local distante. Diante desta situação Paulo poderá comportar-se das três formas que tratamos anteriormente:

Resposta agressiva

Paulo demonstra indignação pelo pedido do colega. Diz-lhe “absolutamente não” e começa a censurá-lo severamente por atrever-se a fazer um pedido “tão cretino”. Ele humilha o companheiro e faz um papel ridículo. Mais tarde se sente incomodado e com sentimento de culpa. Já o colega se sente ferido e estes sentimentos manifestam-se posteriormente, tornando a relação entre ambos tensa.

Resposta inassertiva

Ele “engole em seco” seu medo do colega danificar o carro e, por não conseguir dizer não, mesmo tendo muita estima e zelo pelo veículo, fala: “Claro, aqui está a chave”. Com isso ele não se sente no domínio da situação e isso estimula o companheiro a fazer mais pedidos dessa categoria futuramente. Paulo fica muito preocupado e ansioso até o colega voltar, desejando que tudo ocorra bem.

E se ele fosse assertivo, como seria?

Ele contextualizaria, falando do significado do veículo e, gentil, mas firmemente, diria que aquele pedido não poderia ser atendido, pois o carro era novo, com poucas horas de uso, muito especial e que ele ainda não sabia da habilidade do colega ao volante, por isso não emprestaria naquele momento. Mais tarde ele se sente bem por ter sido sincero consigo mesmo. O colega, reconhecendo a validade da resposta de Paulo, passa a lhe admirar, sendo mais honesto e franco com ele.

como ser assertivo psicólogo elídio almeida ensina sonre comportamento assertivo

Nos exemplos acima podemos identificar qual das respostas foi a mais adequada à situação.

Então a assertividade, enquanto conduta a ser adotada na prática traz exigências mais profundas, uma vez que uma atitude assertiva pede a construção de um reportório comportamental bem desenvolvido para sustentar tais posições.

Para ser assertivo é preciso saber o que se quer, conhecer seus direitos e deveres, conhecer seus potenciais e limites, saber expressar-se com transparência, lógica e com boa argumentação. Mas é também necessário ser flexível, saber ouvir o que o outro tem a dizer (com a devida atenção e respeitando seu ritmo) e, sobretudo, ser empático, colocando-se no lugar do outro e procurando entender o contexto. Pensando, principalmente, nas consequências dos comportamentos a curto, médio e longo prazo.

Sei que dito assim parece ser fácil, mas muitas pessoas precisam de suporte profissional para chegar a este estágio de assertividade.

psicólogo comenta comportamento de torcedores do bahia e do vitória

Dia desses vi essa foto na internet e classifiquei a postura destes torcedores do Bahia e do Vitória como sendo significativamente assertiva. Lógico que sei que eles não representam o padrão comportamental de ambas as torcidas, mas esta imagem pode ilustrar bem o que estou tentando demonstrar neste post. Vejam que os torcedores demonstram superar as diferenças e rivalidades dos times e conviver em harmonia (aprece são casados). Muito legal!

Comportamento Assertivo

Há muitas vantagens quando nos comportamos de forma assertiva. Algumas pesquisas demonstraram que a utilização de respostas assertivas inibe ou enfraquece a ansiedade previamente experimentada em relações interpessoais nas quais já estiveram presentes comportamentos inassertivos ou agressivos.

Uma boa dica para avaliar as vantagens do comportamento assertivo é observar as consequências que ele traz ao nosso contexto, fazendo uma comparação com os efeitos produzidos por outros comportamentos.

comunicacao-assertiva para expressar sentimentos e emoções

Desta forma, um comportamento assertivo, apropriado à situação, aumentaria a auto-apreciação de quem emite a resposta expressando honestamente seus sentimentos. As pessoas tendem a sentir-se mais encorajadas a comportar-se de forma assertiva a partir da postura do seu interlocutor e da sensação de bem-estar que o diálogo e a interação trazem à relação. Há muitas vantagens. Experimente!

Em breve trarei mais posts sobre assertividade.

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

34 Comments
  • Paulo Pinheiro
    Posted at 20:53h, 01 julho Responder

    Muito bom o post e me fez saber em termos técnicos o que eu tenho posto em prática na minha rotina.

  • Paulo Pinheiro
    Posted at 20:53h, 01 julho Responder

    Muito bom o post e me fez saber em termos técnicos o que eu tenho posto em prática na minha rotina.

  • Maria
    Posted at 21:30h, 04 julho Responder

    Adorei o post. Vale a pena parar e refletir como é meu dia a dia.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:27h, 04 julho Responder

      Olá Maria, obrigado pelo comentário. É sempre bom pararmos para refletir e tomar decisões mais assertivas!
      Um abraço.

  • Maria
    Posted at 21:30h, 04 julho Responder

    Adorei o post. Vale a pena parar e refletir como é meu dia a dia.

    • Elídio Almeida
      Posted at 22:27h, 04 julho Responder

      Olá Maria, obrigado pelo comentário. É sempre bom pararmos para refletir e tomar decisões mais assertivas!
      Um abraço.

  • Maria das Gracas Vasconcelos Maranhao
    Posted at 07:35h, 28 novembro Responder

    Li, gostei e vou tentar por em prática.

  • Maria das Gracas Vasconcelos Maranhao
    Posted at 07:35h, 28 novembro Responder

    Li, gostei e vou tentar por em prática.

  • Eliane Carneiro
    Posted at 22:55h, 16 junho Responder

    é interessante quando podemos ser sincero e aceito por um grupo

    • Elídio Almeida
      Posted at 23:37h, 27 junho Responder

      Olá Eliane!

      Sim, você tem toda razão. Porém esta não tem sido uma tarefa fácil para a maioria das pessoas, não é verdade?

  • Eliane Carneiro
    Posted at 22:55h, 16 junho Responder

    é interessante quando podemos ser sincero e aceito por um grupo

    • Elídio Almeida
      Posted at 23:37h, 27 junho Responder

      Olá Eliane!

      Sim, você tem toda razão. Porém esta não tem sido uma tarefa fácil para a maioria das pessoas, não é verdade?

  • renata rosário
    Posted at 09:41h, 05 dezembro Responder

    esse posts foi muinto interessante pois pais podiam ensinar para filhos,e para seus netos.
    mas agora uma pegunta:o que é comportamento submisso?

    • Elídio Almeida
      Posted at 01:27h, 06 dezembro Responder

      Olá Renata, obrigado pelo comentário!
      Então, o comportamento submisso, em linha gerais, é o que chamamos de comportamento não assertivo (http://goo.gl/rolYS), onde as pessoas não conseguem expressar suas emoções e sentimentos, diferentemente do comportamento assertivo, e com isso sofrem e dão margem para que outras pessoas violem seus direitos.

  • renata rosário
    Posted at 09:41h, 05 dezembro Responder

    esse posts foi muinto interessante pois pais podiam ensinar para filhos,e para seus netos.
    mas agora uma pegunta:o que é comportamento submisso?

    • Elídio Almeida
      Posted at 01:27h, 06 dezembro Responder

      Olá Renata, obrigado pelo comentário!
      Então, o comportamento submisso, em linha gerais, é o que chamamos de comportamento não assertivo (http://goo.gl/rolYS), onde as pessoas não conseguem expressar suas emoções e sentimentos, diferentemente do comportamento assertivo, e com isso sofrem e dão margem para que outras pessoas violem seus direitos.

  • Laion
    Posted at 23:02h, 09 dezembro Responder

    Olá Elído, estou estudando esses quatro tipos de comportamento: Assertivo, não-assertivo, agressivo e manipulativo. como você avaliaria cada um deles na profissão de técnico em segurança do trabalho. Estou pesquisando e pensando em uma forma de apresentá-los. Já que eu,juntamente com o meu grupo deveremos elaborar uma cartilha contendo informações sobre esses comportamentos. Peço seu apoio encarecidamente!

    • Elídio Almeida
      Posted at 00:17h, 10 dezembro Responder

      Olá Laion, obrigado pelo contato.
      Considerar estes comportamentos na atividade do Técnico em Segurança do Trabalho é de fundamental importância. Primeiro pela comunicação eficiente que é exigência sine qua non entre os normativos técnicos e equipe de execução, tendo no técnico o elo entre a forma adequada de procedimentos e a execução propriamente dita. Sendo assim, o exercício da assertividade certamente minimizaria tanto os eventuais erros técnicos e de procedimento, como também garantiria a qualidade das relações interpessoais. Ademais, como o TST liga constantemente com mudanças de comportamento, o domínio destas técnicas comportamentais, garantirá a prática a empatia, resolução de conflitos, comprometimento com as atividades, dentre outros, em detrimento das práticas que trazem conflitos e mal estar ao ambiente de trabalho, como: agressividade, não assertividade, boicote, rancores, mal entendidos, incompreensão e falha na comunicação e nos processos.
      Forte abraço e sucesso na atividade.

      • Laion
        Posted at 23:01h, 10 dezembro Responder

        Agradeço desde já por ter gasto seu tempo me respondendo. Sim,com certeza esse comportamento é de grande valia para qualquer cidadão.Partindo do ponto onde você analisa e identifica a melhor forma de agir, sem ofender as ideias do próximo e ao mesmo tempo expondo o seu ponto de vista isso é fantástico!Agindo desta forma evitaríamos 80% dos conflitos ocorridos pela má comunicação e/ou a falta dela. Muito obrigado pela resposta,espero realizar um bom trabalho e poder dividir o reconhecimento com sua ajuda que foi valiosa!

  • Laion
    Posted at 23:02h, 09 dezembro Responder

    Olá Elído, estou estudando esses quatro tipos de comportamento: Assertivo, não-assertivo, agressivo e manipulativo. como você avaliaria cada um deles na profissão de técnico em segurança do trabalho. Estou pesquisando e pensando em uma forma de apresentá-los. Já que eu,juntamente com o meu grupo deveremos elaborar uma cartilha contendo informações sobre esses comportamentos. Peço seu apoio encarecidamente!

    • Elídio Almeida
      Posted at 00:17h, 10 dezembro Responder

      Olá Laion, obrigado pelo contato.
      Considerar estes comportamentos na atividade do Técnico em Segurança do Trabalho é de fundamental importância. Primeiro pela comunicação eficiente que é exigência sine qua non entre os normativos técnicos e equipe de execução, tendo no técnico o elo entre a forma adequada de procedimentos e a execução propriamente dita. Sendo assim, o exercício da assertividade certamente minimizaria tanto os eventuais erros técnicos e de procedimento, como também garantiria a qualidade das relações interpessoais. Ademais, como o TST liga constantemente com mudanças de comportamento, o domínio destas técnicas comportamentais, garantirá a prática a empatia, resolução de conflitos, comprometimento com as atividades, dentre outros, em detrimento das práticas que trazem conflitos e mal estar ao ambiente de trabalho, como: agressividade, não assertividade, boicote, rancores, mal entendidos, incompreensão e falha na comunicação e nos processos.
      Forte abraço e sucesso na atividade.

      • Laion
        Posted at 23:01h, 10 dezembro Responder

        Agradeço desde já por ter gasto seu tempo me respondendo. Sim,com certeza esse comportamento é de grande valia para qualquer cidadão.Partindo do ponto onde você analisa e identifica a melhor forma de agir, sem ofender as ideias do próximo e ao mesmo tempo expondo o seu ponto de vista isso é fantástico!Agindo desta forma evitaríamos 80% dos conflitos ocorridos pela má comunicação e/ou a falta dela. Muito obrigado pela resposta,espero realizar um bom trabalho e poder dividir o reconhecimento com sua ajuda que foi valiosa!

  • Giliane
    Posted at 19:36h, 19 março Responder

    Ótima postagem, ajudou-me em questões da faculdade.

  • Giliane
    Posted at 19:36h, 19 março Responder

    Ótima postagem, ajudou-me em questões da faculdade.

  • Elídio Almeida | PsicólogoComo colocar limites nas relações. -
    Posted at 15:34h, 19 janeiro Responder

    […] falamos aqui no blog sobre a importância de termos comportamentos assertivos em nossas relações. Ser assertivo significa dizer que sabemos expressar adequadamente nossas […]

  • Elídio Almeida | PsicólogoComo colocar limites nas relações. -
    Posted at 15:34h, 19 janeiro Responder

    […] falamos aqui no blog sobre a importância de termos comportamentos assertivos em nossas relações. Ser assertivo significa dizer que sabemos expressar adequadamente nossas […]

Deixe uma resposta