psicoterapia-comportamenal-para-a-família

Você sabe o que é terapia comportamental?

A Terapia Comportamental aborda os problemas psicológicos a partir dos princípios da corrente filosófica da ciência conhecida como Behaviorismo Radical e das teorias sobre comportamento postuladas pela Análise Experimental do Comportamento. 

Segundo o Behaviorismo  o comportamento dos organismos é ordenado e, portanto, é passível de ser estudado cientificamente e de  maneira similar ao que se realiza nas ciências naturais. Esta proposta influencia e orienta o trabalho do terapeuta comportamental, que sempre busca descobrir, junto ao seu paciente, os eventos do ambiente ao seu redor que determinam os seus comportamentos-problema e o que os mantém.

terapia comportamental salvador

Skinner, o propositor do Behaviorismo Radical, elaborou uma abordagem que busca entender o comportamento em função das inter-relações entre a evolução da espécie humana (filogenética), o ambiente (cultura) e a história de vida do indivíduo (ontogênese).

Assim, um transtorno como a depressão, por exemplo, passa a ser entendido como um conjunto de comportamentos, tais como alterações no sono e apetite, desesperança, choro excessivo, ideação suicida e outros que devem ser analisados à luz de episódios históricos que os determinaram e de situações atuais que os mantém.

Para o terapeuta comportamental pensamentos e sentimentos também podem ser considerados comportamentos, distintos apenas pela maneira como  podemos ter acesso a eles, pois isto ocorre por meio do relato verbal daquele que pensa e sente. Sendo assim, pensamentos e sentimentos também são levados em consideração, analisados e passíveis das intervenções do terapeuta.

O terapeuta comportamental entende que o paciente é único e seus problemas ou dificuldades são produtos de uma história particular. Tal perspectiva humaniza o processo de terapia, pois procura se entender o paciente e sua história antes de se propor qualquer intervenção. E, o mais importante, há bastante interação e diálogo no processo terapêutico.

Qual o papel do terapeuta terapia comportamental?

O papel do psicoterapeuta vai além de ser mero ouvinte das queixas dos seus pacientes. Ele também não atua apenas como um espelho às questões apresentadas no set terapêutico. Sua principal função é levar seu paciente a vislumbrar nos contextos em que convive, causas e consequências, possibilitando, desta forma, novos insights para os comportamentos presentes e futuros.

Qual o principal instrumento de trabalho do terapeuta?

O principal instrumento do terapeuta comportamental é a , ou seja, o levantamento criterioso das variáveis (eventos, acontecimentos) que estejam funcionalmente relacionados aos comportamentos desejáveis e indesejáveis do atendido. De posse destas informações, que nem sempre são fáceis de serem obtidas, é possível propor uma estratégia eficaz para  alcançar o bem-estar e a melhora da pessoa que está sendo cuidada. “Combate-se” os comportamentos-problema, ao mesmo tempo em que busca-se estimular e aumentar a frequência de comportamentos desejáveis,  geradores de satisfação e felicidade e mais adequados aos contextos.

terapia comportamental em salvador

A terapia comportamental possui um conjunto considerável de técnicas derivadas de pesquisas realizadas em laboratórios ou  mesmo nos próprios consultórios terapêuticos. É a soma da pesquisa científica, demonstrada pelo rigor no levantamento de informações no momento inicial do tratamento e da utilização de técnicas e intervenções consolidadas que faz com que as pessoas tenham se beneficiado, de forma considerável, ao recorrerem à Terapia Comportamental.

Dr. Elídio Almeida
Psicólogo | CRP 03/6773
(71) 98842-7744 Salvador – Bahia
elidioalmeida.com

Elídio Almeida
elidio@elidioalmeida.com

Psicólogo formado pela Universidade Federal da Bahia – Ufba, especialista em Terapia de Casal & Família, membro da Association for Behavior Analysis International (ABAI). Psicólogo clínico, faz atendimento individual, para casais e famílias. Oferece cursos de desenvolvimento pessoal, palestras, orientação vocacional e avaliação psicológica.

No Comments
  • RADICAL « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 10:11h, 20 junho Responder

    […] Ronaldo Telles pediu um post com explicações mais detalhadas sobre alguns termos que leu em “Você sabe o que é Terapia Comportamental?”: Ronaldo quis compreender melhor o que significa Behaviorismo Radical e Análise Experimental do […]

  • RADICAL « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 10:11h, 20 junho Responder

    […] Ronaldo Telles pediu um post com explicações mais detalhadas sobre alguns termos que leu em “Você sabe o que é Terapia Comportamental?”: Ronaldo quis compreender melhor o que significa Behaviorismo Radical e Análise Experimental do […]

  • RADICAL « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 10:11h, 20 junho Responder

    […] Ronaldo Telles pediu um post com explicações mais detalhadas sobre alguns termos que leu em “Você sabe o que é Terapia Comportamental?”: Ronaldo quis compreender melhor o que significa Behaviorismo Radical e Análise Experimental do […]

  • TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 18:14h, 01 novembro Responder

    […] A Psicoterapia Comportamental é um tipo de terapia, que se diferencia das formas tradicionais que comumente se propõem a tratar do TDAH. Nela não há divã e o cliente não se deita e fala livremente sobre seus pensamentos, sentimentos, assim como o terapeuta não permanece numa posição passiva e silenciosa. A terapia comportamental parte do princípio que as queixas do cliente – que geram sofrimento e insatisfação – tem relação não apenas com características genéticas ou de funcionamento cerebral. Pelo contrário, parte do princípio que a forma da pessoa agir e pensar é um fator de fundamental importância, tanto para a compreensão das queixas atuais quanto para sua superação. […]

  • TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 18:14h, 01 novembro Responder

    […] A Psicoterapia Comportamental é um tipo de terapia, que se diferencia das formas tradicionais que comumente se propõem a tratar do TDAH. Nela não há divã e o cliente não se deita e fala livremente sobre seus pensamentos, sentimentos, assim como o terapeuta não permanece numa posição passiva e silenciosa. A terapia comportamental parte do princípio que as queixas do cliente – que geram sofrimento e insatisfação – tem relação não apenas com características genéticas ou de funcionamento cerebral. Pelo contrário, parte do princípio que a forma da pessoa agir e pensar é um fator de fundamental importância, tanto para a compreensão das queixas atuais quanto para sua superação. […]

  • TDAH – Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade « Elídio Almeida | Psicólogo
    Posted at 18:14h, 01 novembro Responder

    […] A Psicoterapia Comportamental é um tipo de terapia, que se diferencia das formas tradicionais que comumente se propõem a tratar do TDAH. Nela não há divã e o cliente não se deita e fala livremente sobre seus pensamentos, sentimentos, assim como o terapeuta não permanece numa posição passiva e silenciosa. A terapia comportamental parte do princípio que as queixas do cliente – que geram sofrimento e insatisfação – tem relação não apenas com características genéticas ou de funcionamento cerebral. Pelo contrário, parte do princípio que a forma da pessoa agir e pensar é um fator de fundamental importância, tanto para a compreensão das queixas atuais quanto para sua superação. […]

  • agda santos
    Posted at 10:24h, 09 Maio Responder

    muito bom

  • agda santos
    Posted at 10:24h, 09 Maio Responder

    muito bom

  • agda santos
    Posted at 10:24h, 09 Maio Responder

    muito bom

Deixe uma resposta